Foto: reprodução

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja Nacional) 2017 será aplicado em 19 de novembro, e não mais em 22 de outubro. A mudança de data se deve a um atraso na homologação da licitação, o que inviabilizou a distribuição dos participantes nos locais de prova dentro do cronograma. O exame para pessoas privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa (Encceja PPL) também terá nova data: 21 e 22 de novembro. A retificação do editais foi publicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) no Diário Oficial da União desta terça-feira (19). O Inep também adiou o horário do Encceja Nacional e Encceja Nacional PPL para garantir que todos os candidatos possam acessar os locais de prova com mais comodidade e segurança, já que o exame será aplicado durante o período de vigência do Horário de Verão em vários estados. Como o Horário Oficial de Brasília rege a aplicação em todas as unidades da Federação, em alguns municípios da região Norte os participantes teriam de chegar aos locais de prova três horas mais cedo, caso do Acre. Dessa forma, os horários do turno matutino e vespertino foram atrasados em uma hora. O Encceja Nacional 2017 será aplicado para mais de 1,5 milhão de pessoas. Destas, 301 mil farão provas para o Ensino Fundamental e 1,2 milhão, para o Ensino Médio. O exame será aplicado em 564 municípios distribuídos em todas as unidades da Federação.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Inep

Foto: reprodução / Facebook

A Superintendência Municipal de Trânsito e Transportes em Brumado, através das Coordenações de Controle Viário e Engenharia desenvolve na Praça Senhor do Bonfim a nova sinalização semafórica. As novas ações contemplam a redução do tempo de retenção na via e a criação de três faixas de direcionamentos assim compostas da esquerda pra direita: Primeira faixa - conversão a esquerda - contorno da própria Praça - observar semáforo; Faixa do meio - sentido único em direção Avenida Dr. Guilherme Dias - observar semáforo; Terceira faixa - ao lado do cemitério - conversão a direita, sentido a Praça Cel. Zeca Leite - observar semáforo. O Secretario Municipal de Infraestrutura, Serviços Públicos, Trânsito e Transportes, o Eng. André Cardoso destacou mais uma vez a importância do desenvolvimento de novas ações que priorize a fluidez, os estacionamentos e principalmente a segurança viária no Município de Brumado.

Foto: reprodução

A escolha da argamassa colante é tão importante quanto à das pedras e materiais de finalização. Mas, muitas vezes, a escolha do que está por trás do revestimento acaba ficando  em segundo plano. Entenda o porquê. Na hora de escolher o revestimento, há  um amplo leque de possibilidades. A experiência é lúdica, são cores, texturas, formatos e modelos que permitem mesclar criatividade com tendências do mercado. Então, depois de gastar toda a energia possível na escolha dos materiais,  a argamassa não parece tão interessante e a escolha acaba ficando na mão do vendedor da boutique ou a serviço do próprio cliente, que costuma optar pela mais barata e não pela mais adequada. O que é um erro comum e que boa parte dos consumidores cometem! Neste artigo, vou te mostrar alguns pontos importantes de como fazer uma boa escolha na hora de comprar a sua argamassa, vamos lá?

  • Verifique a qualidade do Material;

Uma boa dica: Saber qual o tipo de argamassa você precisa utilizar é um bom começo para saber a argamassa ideal usar no revestimento. (você pode clicar aqui e ver quais são os tipos de argamassa para cada revestimento) Isso facilita o processo e faz com que você entenda que o cuidado desde o emboço é essencial para a durabilidade do projeto. Não negocie a qualidade dos materiais. Sempre vale  investir no melhor possível.

  • Descubra as propriedades da argamassa;

Escolher a argamassa pode ser entediante quando não entendemos bem a função dela em um revestimento. Por isso, descobrir as novas propriedades, vantagens e facilidades que as novas fórmulas proporcionam podem ser um belo incentivo para estimular o envolvimento com o produto.

  • Sua obra, seu cuidado;

Não adianta fazer um projeto bem estruturado no papel se ele não vai ser realizado de forma responsável. Peças que se soltam podem levar toda a dedicação e qualidade de uma obra abaixo. Consciência é a palavra-chave na hora de escolher a argamassa – ela garante estabilidade e vida útil ao que foi executado.

  • Esteja atento às novas tecnologias;

Além de prevenir patologias e proporcionar uma vida útil mais saudável ao seu projeto, as novas argamassas têm o papel de potencializar a identidade de uma obra. A Quartzolar tem uma linha de argamassas colantes especificas e ideais para seu projeto, além de oferecer dois tipos de argamassas de rejuntamento, a Flexível e a Resinada Porcelanato com 16 cores diferentes à disposição. Ou seja, além de garantir a segurança das peças, elas também contribuem com o estilo e personalidade do resultado final. Se você  precisa do produto ideal para acentar seu piso procure em sua loja de material de construção favorita e procure pela Argamassa Quartzolar.

Foto: reprodução

Por Agência Brasil,

A reforma eleitoral, aprovada no Congresso Nacional e sancionada recentemente pelo presidente Michel Temer, traz mudanças importantes nas campanhas realizadas nos meios de comunicação. Uma delas é a liberação parcial de propaganda paga na internet. O tema levanta reflexões de especialistas na área de tecnologia e comunicação. Conforme a reforma, é “vedada a veiculação de qualquer propaganda paga na internet, excetuado o impulsionamento de conteúdos”. Essa alternativa é permitida apenas quando o autor for identificado e se o serviço for contratado por partidos, coligações, candidatos e representantes. O uso deste recurso, contudo, não pode ser feito em dia de votação. Ainda de acordo com o texto, é proibido usar ferramentas que não aquelas disponibilizadas pelo provedor “para alterar o teor ou a repercussão de propaganda eleitoral, tanto próprios quanto de terceiros”. O provedor deve manter canal de comunicação com os usuários e pode ser responsabilizado por danos causados pela publicação impulsionada se houver decisão judicial pela retirada e ela não for cumprida. Essa novidade amplia os instrumentos de divulgação para as campanhas em relação aos existentes hoje. Pela legislação atual, um candidato pode manter um site, desde que com endereço eletrônico informado à Justiça Eleitoral e hospedado em provedor estabelecido no Brasil. Também é permitido o envio de mensagens eletrônicas, como e-mails ou mensagens no Whatsapp, além de publicações nas redes sociais. Segundo a pesquisa TIC Domicílios, do Comitê Gestor da Internet, 58% dos brasileiros estão conectados à internet. De acordo com a Pesquisa Brasileira de Mídia 2016, realizada pelo Ibope a pedido do governo federal, metade dos pesquisados afirmou se informar pela internet. O meio é o segundo mais popular para a busca de notícias, ficando atrás apenas da TV, mencionada por 89% dos entrevistados. A principal rede social usada pelos brasileiros, o Whatsapp, informou em maio deste ano ter cerca de 120 milhões de usuários no Brasil.  Para o professor da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e coordenador do Laboratório de Estudos sobre Imagem e Cibercultura (Labic), Fábio Malini, as redes sociais vêm sendo elemento relevante nas eleições em diversos países (como Espanha, Reino Unido e Estados Unidos) e não será diferente no Brasil em 2018. Com a possibilidade de impulsionamento de conteúdo aberta pela reforma eleitoral, os candidatos poderão manter estratégias de propaganda mais sofisticadas. “O papel mais central das redes sociais será a direção exata da propaganda política que não se tinha antes. Mesmo com ambiente digital, se partia do pressuposto de que o usuário tinha que ir até a página, fazer a busca. Pela primeira vez vai se poder trabalhar uma propaganda para um território, faixa etária, profissão. Essa experiência de ir no foco publicitário é algo que a gente vai ter de forma forte nas próximas eleições”, destaca Malini. Na avaliação do professor da Universidade Federal do ABC, Sérgio Amadeu, a medida é problemática porque beneficia candidaturas com mais recursos. Para além do impulsionamento implicar gastos, estes vão se tornar cada vez maiores, aumentando o obstáculo financeiro dos candidatos com menos estrutura. Isso porque o impulsionamento se dá pela forma de “leilão”. Ou seja, o preço para conseguir ampliar o alcance de um “post” aumenta conforme a demanda. Em uma eleição, com diversos candidatos tendo apenas o Facebook como canal pago na internet, a tendência é que esse custo seja cada vez maior. “A postagem de um candidato com menos dinheiro vai atingir menos de 1% dos seus seguidores, enquanto candidatos com muito dinheiro e que já aplicam no Facebook vão poder fazer uma campanha de maior alcance, o que dará uma visão distorcida”, argumenta o professor, que também é membro do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI-Br). “Muitos eleitores terão a falsa impressão de que aquele candidato é relevante, popular e bem visto quando comparado a outros invisíveis, quando na verdade ele só aparece em sua “timeline” porque pagou para que isso acontecesse e grande parte das suas interações positivas podem ser falsas, produzidas por “chatbots”, isto é, perfis artificiais que simulam conversas e interação”, acrescenta Sivaldo Pereira da Silva, professor da Universidade de Brasília e coordenador do Centro de Estudos em Comunicação, Tecnologia e Política (CTPol). Para Renata Mielli, jornalista e coordenadora do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação, a abertura de propaganda privilegia os anúncios em somente uma plataforma, o Facebook, e impede que candidatos optem por outros sites ou canais na internet. “Criar distinção entre esses espaços não é compatível com uma postura mais equilibrada e democrática dentro das regras do jogo eleitoral”, defende. Mielli acrescenta que há o problema da falta de transparência na disseminação dos conteúdos publicados. “O Facebook seleciona o que as pessoas visualizam na 'timeline' por meio de algoritmos e isso não é transparente. Isso pode gerar uma invisibilidade de candidatos com menos recursos enquanto outro serão privilegiados”, alerta. A Agência Brasil entrou em contato com o escritório do Facebook no Brasil. Mas a empresa informou que não dispunha de uma posição oficial sobre a reforma eleitoral.

Gil Móveis Planejados
Foto: reprodução

As exportações brasileiras tiveram um crescimento de 15,1% em setembro, na comparação com o mesmo período do ano passado. Já as importações cresceram 18% no período. As informações do Indicador do Comércio Exterior (Icomex) foram divulgadas hoje (17) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro. Entre as três atividades econômicas pesquisadas, a principal alta no volume exportado entre setembro de 2016 e setembro deste ano foi observada na agropecuária (94,5%). As exportações da indústria extrativa cresceram 7,3% e as da indústria da transformação tiveram aumento de 5,3%. Dentro da indústria da transformação, apenas os bens de capital tiveram queda no volume exportado (11,6%). Entre as outras quatro categorias de uso, os bens de consumo duráveis foram os que tiveram maior alta nas exportações (27,2%), seguidos pelos bens de consumo semiduráveis (10%), pelos bens intermediários (9,5%) e pelos bens de consumo não duráveis (5,5%). Já os preços dos produtos exportados cresceram 2,7%, enquanto os preços dos importados caíram 1,5% entre setembro de 2016 e setembro deste ano.

Foto: EBC

A Caixa Econômica Federal libera hoje a primeira fase do pagamento do Programa de Integração Social (PIS) com a expectativa de R$ 6,7 bilhões em saques. Se confirmada a expectativa do banco, 3,6 milhões de brasileiros devem sacar os recursos. Para a primeira fase, apenas idosos com mais de 70 anos titulares de conta corrente ou poupança individual na Caixa podem retirar o PIS/Pasep. Os 3,6 milhões de beneficiários liberados para sacar os recursos nessa fase correspondem a 56% do total de brasileiros com direito ao PIS. Para ter direito ao saque do PIS, é preciso ser trabalhar com carteira assinada e cadastrado no Fundo PIS/Pasep no período de 1971 a 4 de outubro de 1988. Depois da MP 797 de 2017, a idade mínima para o saque dos recursos caiu de 70 para 62 anos para mulheres e 65 anos para homens, tanto do PIS quanto do Pasep. Os saques liberados por esta decisão, para cotistas idosos, começam a ser pagos nesta quinta-feira (19) e somam de R$ 15,9 bilhões para aproximadamente 8 milhões de pessoas em todo o Brasil.

Fotos: Pedro Moraes/GOVBA

O governador Rui Costa lançou, na manhã desta segunda-feira (16), o edital de licitação para recuperação de 2,50km da BA-148, no trecho que liga o município de Dom Basílio, na região centro-sul do estado ao distrito de Itapicuru. O investimento, na ordem de R$ 965.084,46, feito através da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), facilitará o escoamento da produção agropecuária local, principal atividade econômica da cidade. “Estive em Itapicuru em 2010 e dá uma emoção especial voltar ao local. Tenho um orgulho danado em assinar essa licitação”, declarou o governador que anunciou a liberação de recursos, por meio da Secretaria de Saúde (Sesab), para compra de equipamentos para a Maternidade Dr. Marilton Tanajura Matias e entregou uma ambulância para o município. Para o Secretário da Infraestrutura de Transporte, Energia e Comunicação (Seinfra), Marcus Cavalcanti, a recuperação do trecho da BA-148 vai favorecer a logística dos pequenos agricultores que produzem na região. “É mais uma zona de produção de pequenos agricultores que vai receber investimentos do Governo do Estado com a recuperação da via”. Para a agricultura familiar, a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) entregou 1.840 certificados do Cadastro Ambiental Rural (CAR), 17 títulos de terra, além de cinco tratores com implementos agrícolas, que atenderão os municípios de Dom Basílio, Ibitiara, Pindaí e Caraíbas. A SDR também foi autorizada a celebrar convênio com a Prefeitura de Dom Basílio para a construção da Barragem do Pastinho, na localidade de Riacho do Meio, um investimento do Governo do Estado, no valor de R$ 406.005,99. Ainda na cidade, o governador inaugurou a requalificação da Avenida Dr. Marilton Tanajura Matias, fez uma visita ao Colégio Estadual Manoel Francisco de Caires, onde autorizou a construção de uma quadra coberta por meio da Secretaria de Educação, em atendimento ao pedido dos estudantes, e entregou 11.382m de tubos que ampliará a oferta de água para 2.728 habitantes da localidade de Fazendinha. Participaram das atividades em Dom Basílio o secretário da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aqüicultura, Vitor Bonfim, e o chefe de gabinete da SDR, Geandro Ribeiro, representando o secretário Jerônimo Rodrigues.

Foto: reprodução / Facebook

Uma postagem no facebook no inicío da manhã desta segunda-feira (16) mostra a triste realidade do Hospital Municipal Professor Magalhães Neto em Brumado. Segundo a internauta, a sua filha precisou de atendimento na unidade de saúde pois estava com falta de ar. Segundo ela, o médico receitou nebulização, porém, não tinha máscara higienizada e a criança teve que voltar pra casa. ''Hospital Municipal professor Magalhães Neto, um verdadeiro descaso com os pacientes. Acabei de chegar com minha filha sem ar, muito ruim e o médico passa nebulização, mas aí vem a surpresa, não pode dar á nebulização pois não tem máscara higienizada, simplesmente mandou eu ir pra casa e dar em casa. Eu tenho o nebulizador em casa e quem não tem? Quer dizer que vai deixar morrer? Estou horrorizada por ver a realidade da nossa cidade, da nossa saude como está. #desabafo_de_uma_mãe_desesperada'' finalizou a mulher.

Foto: Leitor / WhatsApp

Além das buscas em seu gabinete na Câmara dos Deputados, o deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) é alvo de outros mandados de busca e apreensão em sua residência em Brasília e no prédio em Salvador onde ele tem imóveis, assim como seu irmão, o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA). O edifício fica no Chame-Chame, ao lado do prédio onde mora Geddel. Segundo informações do portal G1, a operação dessa segunda-feira (16) procura indícios de vínculos entre o parlamentar e os R$ 51 milhões apreendidos em um apartamento no bairro da Graça, em Salvador, no último dia 5 de setembro, durante a operação Tesouro Perdido. O dinheiro é atribuído a Geddel. Inicialmente, a informação era de que o apartamento foi emprestado ao ex-ministro pelo empresário Sílvio Silveira – este, no entanto, afirmou em depoimento que o imóvel foi emprestado a Lúcio. Outra pista da ligação do deputado é uma nota fiscal de uma funcionária dele que foi apreendida no mesmo local onde estava o dinheiro. Diante desses indícios, o caso foi transferido para o Supremo Tribunal Federal (STF), já que Lúcio tem foro privilegiado.

Foto: reprodução

A vidraçaria D' Neto conta com profissionais especializados, mais de 10 anos de experiência profissional no ramo de vidraçaria e dispõe além dos melhores produtos, os menores preços. Faça já o seu orçamento e se surpreenda com a qualidade e ofertas que só a gente tem. A Vidraçaria D' Neto fica Localizada em frente ao condomínio Parque das Palmeiras, na Rua Vereador Paulo Chaves, nº 31, no Bairro Jardim Brasil, em Brumado. (77) 9813-0505 (Walter Brasileiro) / 9987-6123 (Neto)

Foto: Lúcio Bernardo Jr/Agência Câmara

Por Pedro Peduzzi - Repórter da Agência Brasil,

Agentes da Polícia Federal estão desde as 6h de hoje (16) no gabinete do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), no prédio da Câmara, em Brasília. Eles chegaram em três viaturas. O parlamentar é irmão do ex-deputado e ex-ministro Geddel Vieira Lima, que se encontra preso no Complexo da Papuda, em Brasília. Geddel é suspeito de ser o dono de R$ 51 milhões apreendidos em um apartamento em Salvador. A operação de hoje está sendo feita a pedido da Procuradoria Geral da República.

Páginas