Foto: Newton Menezes/Futura Press/Folhapress

Os engenheiros responsáveis pelos atestados de segurança das barragens da Mina do Feijão, em Brumadinho, foram presos. O Ministério Público de São Paulo e a Polícia Civil cumpriram na manhã desta terça-feira (29) os pedidos. Três pessoas foram presas na região metropolitana de Belo Horizonte e outras duas em São Paulo. As prisões têm validade de trinta dias. Os mandados foram expedidos pela Justiça estadual de Minas Gerais. A Polícia Federal também participa da operação e cumpre dois mandados de busca e apreensão em empresas que prestam serviço à Vale.  O objetivo dos investigadores é verificar se documentos, feitos por empresas contratadas pela Vale e que atestavam a segurança da barragem que se rompeu, foram fraudados. As autoridades também cumpriram cinco mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal de Belo Horizonte nas cidades de Nova Lima, em Minas Gerais, e na capital paulista. Outros sete mandados de busca e apreensão, determinados pela Comarca de Brumadinho, foram cumpridos em Belo Horizonte. A Vale enviou nota à imprensa dizendo que está contribuindo com as investigações, sem citar nominalmente a operação policial que ocorre em São Paulo atendendo a pedido da Justiça de Minas Gerais. "Referente aos mandados cumpridos nesta manhã, a Vale informa que está colaborando plenamente com as autoridades. A Vale permanecerá contribuindo com as investigações para a apuração dos fatos, juntamente com o apoio incondicional às famílias atingidas", diz, em nota a companhia. As informações são do Correio 24 horas. 

Foto: reprodução

Por Correio 24 horas, 

A barragem estava ali antes mesmo do autônomo Magno da Silva, 31 anos, nascer. Ele, que morou a vida inteira no bairro de Nazaré, em Jacobina, na Chapada Diamantina, nunca teve medo. Sequer tinha pensado na possibilidade de um acidente – até 2015, quando rompeu a barragem de Fundão, em Mariana (MG). Na sexta-feira (25), com o rompimento de mais uma barragem mineira, dessa vez, em Brumadinho, a população ficou alarmada.  Das 34 barragens de rejeitos de mineração na Bahia registradas junto à Agência Nacional de Mineração (ANM), as de Jacobina, de minério de ouro, causariam mais estragos, em caso de rompimento. Não há sirenes na cidade nem nenhuma outra forma de aviso para evacuação. Presidente da Associação de Moradores do bairro de Nazaré, Magno diz que não pensa em sair da cidade natal, mas afirma que há uma preocupação: “Ninguém pensa em sair daqui por conta de barragem, não. Ouvi no rádio a empresa falando que estava tudo em ordem e que a barragem está monitorada. Eles acalmaram o pessoal, mas a gente não deixa de ficar preocupado”, diz. Em cidades como Jacobina, as notícias sobre a tragédia em Brumadinho, em Minas Gerais, não provocam apenas consternação. A cada atualização sobre o rompimento da barragem, que deixou pelo menos 65 mortos e 279 desaparecidos, mais temor. Jacobina tem duas barragens de rejeitos de mineração, assim como a que rompeu em Brumadinho. Em todo o estado, são pelo menos 34, de acordo com a última lista publicada pela Agência Nacional de Mineração (ANM), divulgada este mês. No levantamento, há 33 estruturas localizadas. Além delas, existe, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), uma barragem para rejeitos da extração de manganês.  Só que as de Jacobina seriam as mais preocupantes delas – justamente por serem parecidas com a de Brumadinho, localizadas em regiões mais altas, o que torna a queda do material mais violenta do que se fosse em um terreno plano. Além disso, há outra semelhança. De acordo com o engenheiro de minas José Baptista de Oliveira Júnior, professor da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Jacobina e Brumadinho têm em comum o fato de terem barragens construídas com os próprios rejeitos. “Além disso, a jusante (o lado em direção à foz) da de Jacobina está em um vale muito grande e ainda há muitas pessoas que moram lá, apesar da empresa ter comprado terrenos e casas e indenizado esse pessoal para morar em outro lugar, exatamente com a preocupação com a possibilidade de romper. Mas nem todo mundo saiu”, explica o professor, em entrevista ao CORREIO.  Embora existam semelhanças, as barragens também apresentam diferenças significativas. A de Brumadinho é feita com alteamento a montante, enquanto as de Jacobina têm alteamento a jusante. O alteamento a montante é o método mais antigo e que ainda é o mais comum. Nesse sistema, a barragem vai crescendo - com os próprios rejeitos - aos poucos. É mais barata e mais rápida para ser construída, mas é bem mais instável. Há, ainda, a possibilidade de liquefação.  Já a de Jacobina exige mais material de construção para erguer uma parede de contenção. É um método mais seguro, mais resistente a atividades sísmicas, mas é mais caro, devido à quantidade de material necessário.  Mesmo assim, a maioria das barragens de rejeitos da Bahia é considerada mais segura do que as de Jacobina, segundo o professor José Baptista de Oliveira Júnior. Isso porque a maior parte delas foi erguida com outro método construtivo: são barragens de contenção de rejeitos. É o caso da de Itagibá, no Sul do estado. Os riscos, porém, sempre vão existir. “Na Bahia, não temos motivo para pânico. Não posso botar a mão no fogo por ninguém. Agora, dentro do que nós conhecemos, dentro dos tipos de barragem, é mais difícil acontecer rompimento. Mas não quer dizer que não possa acontecer”, pondera.  O gerente geral da mineradora Yamana Golden em Jacobina, Sandro Magalhães, afastou o risco de um acidente. A empresa informou, por meio de nota, que a barragem B1 está inativa desde 2011 e a B2, ativa desde 2011, atualmente utiliza 24% de sua capacidade total. O prefeito Luciano Pinheiro destacou que o município deve investir R$ 1,5 milhão para instalar sirenes para evacuação, em caso de risco. Na Bahia, há precedentes de rompimento de barragens de água. Em maio de 1985, a Barragem Santa Helena, em Camaçari, rompeu após seguidos dias de chuva. O governo do estado vinha retirando os moradores do local, mas, ainda assim, pelo menos 100 famílias tiveram suas casas atingidas e cerca de cinco mil ficaram desabrigadas.

 

Foto: reprodução

Mais de 652 mil estudantes já foram matriculados na rede estadual de ensino, até a manhã desta segunda-feira (28), penúltimo dia de matrícula nas escolas estaduais. Estes dois últimos dias são direcionados aos alunos novos do Ensino Médio que vêm da rede particular ou de outros Estados. No caso, o processo só pode ser realizado presencialmente, em qualquer colégio da rede, e se dará em diferentes modalidades, como Educação Profissional e Educação de Jovens e Adultos (EJA). A matrícula poderá ser feita em qualquer unidade da rede mesmo que não seja a escola onde o aluno vai estudar.Para a efetivação da matrícula, deverão ser apresentados na unidade escolar os seguintes documentos: original do Histórico Escolar ou do Atestado de Escolaridade (que deve ser substituído pelo original do Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Cédula de Identidade ou Certidão de Nascimento; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU e cartão de crédito ou TV por assinatura). Neste ano, se tornou obrigatória a apresentação da original e cópia da Carteira de Vacinação para estudantes com até 18 anos.   O ano letivo de 2019 da rede pública estadual começará no dia 11 de fevereiro e se encerrará no dia 16 de dezembro, totalizando uma carga horária mínima de 800 horas, distribuídas em 200 dias letivos.

Foto: reprodução

Tanhaçu se prepara para receber o Rancho Folia 2019; Festa promete ser recorde de público. No dia 16 de fevereiro acontece em Tanhaçu no Rancho Halls o 'Rancho Folia' com as bandas; Coladinho a 2, Alex Ribeiro e Gasparzinho com Mr. Bryan. O programa Iago Santana é massa da 87,9 deste sábado sorteará ingressos e copos do evento. Basta clicar aqui, ouvir o programa sábado de 10h às 12h e participar. 

Foto: reprodução

Por Agência Brasil,

O Ministério da Educação (MEC) divulga hoje (28) o resultado Sistema de Seleção Unificada (Sisu), pela internet e pelo aplicativo do Sisu. Os estudantes que não foram selecionados podem participar da lista de espera a partir de terça-feira (29). Aqueles que foram selecionados devem fazer a matrícula nas instituições de ensino no período de 30 de janeiro a 4 de fevereiro. Os estudantes devem ficar atentos aos dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em seu edital próprio. Quem não foi selecionado pode ainda participar da lista de espera. A adesão pode ser feita na página do Sisu a partir desta quarta-feira até o dia 5 de fevereiro. Esses alunos serão convocados pelas próprias instituições de ensino a partir do dia 7 de fevereiro. A principal novidade deste ano é que os estudantes que forem selecionados em qualquer uma das duas opções feitas na hora da inscrição não poderão participar da lista de espera. Até o ano passado, aqueles que eram selecionados na segunda opção podiam ainda participar da lista e ter a chance de ser escolhido na primeira opção. Ao todo, o Sisu oferece, nesta edição, 235.461 vagas em 129 instituições públicas de todo o país. Puderam se inscrever no programa os estudantes que fizeram o Enem 2018 e obtiveram nota acima de zero na prova de redação. Segundo o MEC, 3,5 milhões de estudantes preencheram os requisitos.  

Foto: Reprodução / EBC

Por Agência Brasil, 

O balanço do programa Bolsa Família do primeiro mês de 2019 aponta que o número de famílias beneficiadas sofreu redução. De acordo com o Uol, 381 mil benefícios foram cortados em comparação com dezembro de 2018. O corte, segundo o Ministério da Cidadania, é fruto de procedimentos que geram cancelamentos por "inadequações" e desligamentos voluntários. Segundo o programa, em dezembro de 2018 foram pagas 14,1 milhões de famílias, enquanto em janeiro de 2019 foram 13,7 milhões. O pagamento dos beneficiários começou na sexta-feira, dia 18, e obedece um calendário que leva em conta o número final de cadastro da família. Janeiro é o primeiro mês do programa sob o governo de Jair Bolsonaro (PSL), que assumiu dia 1º.

Foto: reprodução

A Paniere Atacarejo fica localizada na Rua Coronel Paulino Chaves, nº 390, centro (Praça do Jurema), em Brumado, fica aberto aos domingos e feriados, aceita todos os cartões de crédito e tem os melhores preços do mercado. Na Panieri Atacarejo você consegue comprar muito mais e pagar bem menos, pois as promoções são todos os dias. Panieri Atacarejo, lucro para quem é dono de comércio e economia para as donas de casa. Para maiores informações entre em contato atráves do telefone; (77) 3441-2152. 

Arquivo/Agência Brasil

Por Agência Brasil, 

Após adiar o período de inscrição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Ministério da Educação (MEC) adia também as inscrições do Programa Universidade para Todos (ProUni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). As alterações foram publicadas hoje (25) no Diário Oficial da União. O ProUni, que abriria inscrições no dia 29, teve o início do prazo adiado para o dia 31. Os estudantes poderão se inscrever, pela internet até o dia 3 de fevereiro. Com relação ao Fies as inscrições ficarão abertas de 7 a 14 de fevereiro. O prazo anterior era de 5 a 12 de fevereiro.

ProUni: As inscrições para o ProUni poderão ser feitas de 31 de janeiro a 3 de fevereiro. Os resultados da primeira chamada serão divulgados no dia 6 de fevereiro. Os da segunda chamada, no dia 20 de fevereiro. O candidato pré-selecionado na primeira chamada deverá comparecer à instituição para comprovação das informações prestadas em sua inscrição e eventual participação em processo seletivo próprio da instituição, quando for o caso, de 6 a 14 de fevereiro. Os pré-selecionados na segunda chamada, de 20 a 27 de fevereiro. O registro da aprovação ou reprovação dos candidatos no Sistema Informatizado do Prouni e a emissão dos respectivos Termos de Concessão de Bolsa ou Termos de Reprovação pelas instituições de ensino deverão ser realizados entre os dias 6 a 18 de fevereiro para os selecionados na primeira chamada e entre 20 de fevereiro e 1º de março para os selecionados na segunda chamada.

Fies: A página FiesSeleção ficará disponível para inscrição dos candidatos de 7 a 14 de fevereiro. O resultado da pré-seleção referente ao processo seletivo do primeiro semestre de 2019 para as modalidade Fies e P-Fies será divulgado no dia 25 de fevereiro. Os candidatos pré-selecionados na modalidade Fies, deverão acessar o FiesSeleção, e complementar sua inscrição para contratação do financiamento no referido sistema, no período de 26 de fevereiro a 7 de março. A pré-seleção dos participantes da lista de espera será de 27 de fevereiro a 10 de abril.

Sisu: No Diário Oficial, foram publicadas também alterações no Sisu. As inscrições, conforme anunciado ontem (24) pelo MEC, poderão ser feitas até domingo (27). Isso ocorreu devido à dificuldade relatada pelos estudantes em acessar o sistema, que apresentava lentidão desde o início da semana. Além da inscrição, o MEC adiou em um dia o período de adesão à lista de espera, que agora é de 29 de janeiro a 5 de fevereiro. A divulgação do resultado está mantido no dia 28 de janeiro, assim como o período de matrícula, de 30 de janeiro a 4 de fevereiro. Todos os programas usam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para selecionar os candidatos. O ProUni oferece bolsas de estudo parciais ou integrais em instituições particulares de ensino. O Fies financia os estudos também em instituições privadas. Já o Sisu oferece vagas em instituições públicas de ensino superior.

Foto: reprodução / Facebook SMTT

Por ASCOM SMTT,

O Superintendente Municipal de Trânsito e Transportes em Brumado, engenheiro André Cardoso assegurou que na data de hoje, 25 de janeiro do ano em curso a passagem de nível das proximidades do SAC/UNEB será finalmente liberada. Todo o entorno ja foi sinalizado com marcas viárias e placas de regulamentação para prover maior segurança aos condutore e pedestres, destacou Cardoso. O Coordenador da SMTT Agt. Jansen Ricardo pediu aos motoristas mais atenção diante da sinalização no referido perímetro.A passagem sobre os trilhos aberta irregularmente será obstruida ainda no dia de hoje, os técnicos das empresas envolvidas trabalham neste momento para conclusão da obra e posterior liberação da PN oficial nas proximidades do SAC/UNEB. Ao término das obras a via será liberada para o trafego seguro. Secretários, técnicos, engenheiros e prestadores neste exato momento se fazem presentes no local, reguardando a segurança viária e provendo as condições mínimas de trafegabilidade e segurança.

Foto: reprodução

Por Folhapress,

O cantor Amado Batista, 67, está namorando com estudante amazonense Layza Bittencourt Felizardo, 19. O romance começou há cerca de cinco meses quando a jovem, fã do cantor, foi a um show dele em uma cidade no Amazonas. Durante a apresentação, Amado teria feito elogios à jovem e sugerido que eles mantivessem contato. E assim começou o relacionamento. “Ele é uma pessoa incrível, de uma personalidade forte e admirável. Um homem super família e amoroso”, afirmou Layza em entrevista ao jornal Meio Norte. A estudante tem acompanhado o namorado tanto nos shows dele quanto de amigos. Layza afirma, ainda segundo a publicação, que já conheceu a família do cantor e há fotos dela com outros artistas, como o cantor Leonardo, da dupla com Zezé Di Camargo, e a cantora Tânia Mara. Ela garante que não está deslumbrada com o meio artístico. “Não deixo isso subir à cabeça, trato sempre como uma coisa natural. Pra mim ele não é o Amado cantor e sim o Amado família que é um super pai, amigo e namorado”, disse a jovem na entrevista. Sucesso nos anos 1980 e 1990, Amado Batista lançou seu primeiro disco em 1977. Em 42 anos de carreira, gravou 40 discos e vendeu mais de 35 milhões, recebeu 28 discos de ouro, 28 discos de platina e um de diamante. 

Foto: Divulgação

A Balada Sextaneja é conhecida em toda região pelo seu formato especial, a qualidade e público que marca cada edição. Nesta sexta-feira (25) o evento promete ser recorde de público, reunindo pessoas de toda região. Chris Pimenta, Everton Ferreira e O Cigano Cantador são as atrações desta edição que promete ser histórica. O evento acontece no espaço de eventos Lagoa do Meio ao lado do Tiro de Guerra e a entrada é gratuita. 

Foto: reprodução

Por 97 news, 

A Vigilância Epidemiológica Municipal confirmou essa semana os três primeiros casos de dengue de 2019. De acordo com a Vigep, tratam-se de um caso de dengue e dois de zika. De acordo com a prefeitura, os pacientes são do Bairro Malhada Branca e da comunidade da Lagoa Funda. Uma suspeita de dengue hemorrágica também foi notificada na Vila Presidente Vargas, mas a mesma foi descartada. Ainda segundo a Vigep, o ciclo de averiguação foi iniciado, mas ainda não há dados sobre o índice de infestação do mosquito aedes aegypt na cidade. “A coleta de amostras é frequente e, temos a previsão de que será um índice muito alto nesse ciclo. Pedimos, mais uma vez, à população que aceite a visita dos agentes de endemias em suas casas, isso é extremamente importante e necessário, porque a gente não consegue ter o controle de quando o mosquito vai aparecer ou não, então temos que evitar esse índice de infestação”, relatou a coordenadora da Vigep, Ilka Lima. Equipes de saúde fizeram um bloqueio em combate ao vírus nos bairros onde os contaminados moram e os moradores foram orientados sobre a eliminação de possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. Segundo Ilka, os pacientes já apresentam uma melhora no estado de saúde e devem se recuperar nos próximos dias.  

Páginas