Foto: reprodução

Por Redação iBahia,

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abre, nesta segunda-feira (24), as inscrições do processo seletivo com 24.984 vagas temporárias de níveis fundamental e médio. Os salários vão de R$ 1,6 mil a R$ 1,9 mil. As vagas de nível médio são para agente censitário municipal (1.272) e agente censitário supervisor (4.867). Os postos de nível fundamental são para recenseador (18.845). O salário é de R$ 1,9 mil para agente censitário municipal e de R$ 1,6 mil para agente censitário supervisor. Para recenseador, a remuneração será por produção. As inscrições podem ser até o dia  23 de maio pelo site . A taxa é de R$ 39,50 para nível médio e R$ 22 para nível fundamental. Durante a inscrição, o candidato escolher a opção de função e UF/Posto de Coleta ou UF/Área de Trabalho, conforme o caso, em que deseja concorrer à vaga, e também, a UF/Posto de Coleta ou UF/Área de Trabalho onde realizará a prova. A prova objetiva será aplicada em 16 de julho, das 13h às 17h. A previsão de duração do contrato é de até 7 meses para agente censitário municipal e agente censitário supervisor e de até 5 meses para a função de recenseador.

Foto: Reprodução
A Polícia Militar da Bahia, através do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) e das Companhias Independentes de Policiamento Rodoviário (1ª CIPRv/Itabuna, 2ª CIPRv/Brumado e 3ª CIPRv/Barreiras), realizará, a partir das 8h de sexta-feira (21) até às 8h de segunda-feira (24), a Operação Tiradentes 2017, nas rodovias baianas. Na ocasião haverá aumento do efetivo policial e intensificação das ações de prevenção de acidentes, fiscalização de documentos de porte obrigatório, fiscalização da ingestão de bebida alcoólica, fiscalização de velocidade com o uso de radares estáticos/portátil, bem como abordagem policial, no enfrentamento ao tráfico de armas, drogas e de pessoas. A PM recomenta que para evitar transtornos durante o feriado, é importante seguir as orientações do BPRv e não combinar ingestão de bebida alcoólica com direção, efetuar revisão mecânica no veículo antes da viagem, conferir a validade dos documentos de porte obrigatório, descansar antes de viagem prolongada e atentar para o uso do cinto de segurança em todos os acentos do veículo.
Foto: Divulgação

A Justiça Federal na Bahia determinou que a União forneça o medicamento importado Real Scientific Hemp Oil (RSHO), a base de cannabis – popularmente conhecida como maconha -, a um menino de quatro anos. O pedido foi feito pela Defensoria Pública da União na Bahia (DPU-BA). Em 2015, a Justiça já havia garantido o direito da criança em usar duas pipetas da medicação por mês, mas agora, com o desenvolvimento da criança, foi preciso mais seis pipetas, de 1ml diário. Aos dois anos, o menor foi diagnosticado com a síndrome de Dravet, doença que provoca crises febris e convulsivas. Como a criança é resistente a algumas drogas antiepiléticas, os sintomas só foram controlados com o uso de cannabis associado a outras duas substâncias. O pai recorreu a DPU por não ter condições de arcar com o tratamento, que chega a custar R$ 19 mil por mês. A renda da família, de R$ 320, é composta pelo valor recebido do programa Bolsa Família e dos ganhos do pai como trabalhador ambulante. Caso não faça uso da medicação, o garoto poderá ter comprometimento cognitivo e problemas comportamentais. Na decisão, o juiz Durval Carneiro Neto, da 22ª Vara, reforçou que o assistido corre risco de dano irreparável à saúde caso o tratamento não esteja de acordo às necessidades. “Não se cuida aqui de mero capricho, mas, sim, de tratamento comprovadamente eficaz e que tem sido fundamental para a melhora do quadro clínico do paciente”, afirmou. Com informações do Bahia Noticias.

Foto: Reprodução / 2ª Via Coelba

Para que os usuários possam comunicar interrupções no fornecimento de energia e ainda acessar outros serviços oferecidos pela Coelba, a concessionária lançou um aplicativo gratuito para smartphones. Já disponível nos sistemas Android, iOS e Windows Phone, a ferramenta também pode ser utilizada para emissão de segunda via, pedido de religação de energia e consulta do histórico de consumo e de faturas. Assim, a Coelba espera ampliar a qualidade no atendimento aos clientes. Para acessar o aplicativo, basta instalar no smartphone e realizar um cadastro com número do CPF ou CNPJ, Conta Contrato e telefone. Os dados cadastrais servem para facilitar a localização da ocorrência e agilizar o tempo de atendimento.

 

Foto: Reprodução

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou, nesta terça-feira (18), um reajuste médio de 3% para as tarifas de energia da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba). O reajuste pode ser aplicado a partir do dia 22 de abril. O reajuste médio para os consumidores industriais, que são os atendidos em alta tensão, o reajuste médio será de 3,5% e para os consumidores residenciais, atendidos em baixa tensão, a tarifa vai subir 2,77%. A Coelba atende 5,8 milhões de unidades consumidoras e quase todos os municípios da Bahia.

Páginas