Foto: Divulgação
A Operação São João 2017, realizada pelo Batalhão de Polícia Rodoviária e pelas Companhias Independentes de Policiamento Rodoviário (1ª CIPRv/Itabuna, 2ª CIPRv/Brumado e 3ª CIPRv/Barreiras), foi concluída nesta segunda-feira (26) nas rodovias estaduais da Bahia e registrou a redução direta em 20% no número de vítimas fatais em relação ao ano de 2016. Durante a Operação foram contabilizados 33 acidentes de trânsito, que deixaram 20 vítimas com ferimentos leves, nove com ferimentos graves e quatro mortes. No período das 8 horas de quinta-feira (22), às 8 horas de hoje, o número de veículos abordados foi de 5.504, destes, 1.141 foram autuados e 86 retidos. Foram recolhidas 25 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e 33 Certificados de Licenciamento Anual. Também foram abordadas 8.228 pessoas. De acordo com a PM, em quatro dias de operação, 547 veículos foram flagrados eletronicamente, em virtude de excesso de velocidade. Também foram realizadas 239 abordagens onde os condutores foram submetidos ao exame de alcoolemia.
Foto: reprodução

Dados do Censo Escolar divulgados  pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), na última terça-feira (20), apontam avanços na educação da Bahia em todos os níveis e etapas da Educação Básica, compostos pelos anos iniciais e anos finais do Ensino Fundamental, e Ensino Médio, de 2007 a 2015. Os indicadores de fluxo escolar da Educação Básica, que avaliam a transição do aluno entre dois anos consecutivos, considerando a promoção, repetência, evasão e migração para a Educação de Jovens e Adultos (EJA), demonstram que a Bahia avançou 7,6 pontos percentuais na promoção, saindo de uma taxa de 64% em 2007 para 71,6% em 2015, no Ensino Médio. A taxa de evasão foi reduzida em 5,8 pontos percentuais no mesmo período e a repetência caiu em 1,6 pontos percentuais. Em relação aos anos iniciais do Ensino Fundamental, a taxa de promoção avançou 11,4 pontos percentuais entre 2007 e 2015, quando chegou a 82,5%, e a repetência diminuiu em 8,4 pontos percentuais no mesmo período. Já a taxa de evasão era de 6,7% em 2007 e caiu para 0,6% em 2015. Os dados dos anos finais do Ensino Fundamental também apontam avanços. A taxa de promoção cresceu 6,1 pontos percentuais no período de 2007 a 2015, chegando a 70% em 2015. A repetência caiu 2,1 pontos percentuais e a evasão escolar recuou 6,3 pontos percentuais no mesmo período, chegando a 4,9% em 2015. Segundo o secretário da Educação, Walter Pinheiro, os resultados demonstram o compromisso do Governo do Estado com a educação pública desde o início da série histórica, em 2007, quando lançou o programa Todos Pela Escola. “Um dos principais objetivos deste programa foi estabelecer um pacto com os municípios, para apoiar a melhoria dos índices no Ensino Fundamental. Continuamos a avançar nesta direção com o Educar Para Transformar, inclusive, firmamos agora em 2017 o pacto já em andamento com 389 municípios”, disse. Ainda de acordo com Pinheiro, “estes dados do INEP são significativos, uma vez que em oito anos a Bahia vem crescendo napromoção dos estudantes e na diminuição da evasão escolar e repetência, resultado de políticas públicas acertadas na área. Claro que ainda precisamos avançar ainda mais, e estamos trabalhando com projetos importantes que vão na direção de dinamizar o ensino”. O secretário também destaca programas como o de Ensino Médio por Intermediação Tecnológica (EMITEC), que transmite aulas, via satélite e em tempo real, para todas as telessalas espalhadas por 414 localidades do Estado, para 21.120 alunos, fazem a educação chegar nos locais mais longínquos da Bahia. Além disso, o secretário aponta a reestruturação do eixo pedagógico na rede estadual, projetos de empreendedorismo nas escolas, o apoio aos municípios com a formação de educadores, a ampliação de escolas em tempo integral, incentivo às práticas científicas com o programa Ciência na Escola, dentre outras iniciativas que estão em curso através de parcerias estratégicas com todas as universidades públicas, centros de pesquisa e o Sistema S. Os números inéditos foram revelados durante o “Seminário 10 Anos de Metodologia de Coleta de Dados Individualizada dos Censos Educacionais”, que celebrou uma década da metodologia da pesquisa.

O Departamento Estadual de Trânsito ( Detran-BA), a Polícia Rodoviária Federal ( PRF) e o Batalhão de Polícia Rodoviária da PM (BPRv),abordaram entre os dias 21 e 24 de junho, na Operação São João 13.409 pessoas e 10.264 veículos. No período, 2.675 notificações foram emitidas. Excesso de velocidade, dirigir usando o celular, licenciamento vencido e não usar cinto de segurança e capacete aparecem como as infrações mais cometidas. Dois carros roubados também foram identificados por meio do OCR, o equipamento que faz a leitura da placa do veículo, em conexão com a base de dados do Detran. As blitzes da Lei Seca aconteceram em Salvador e 19 municípios do interior do estado. Dos 1.937 condutores que fizeram o teste do bafômetro, 43 apresentaram estado de embriaguez e 36 se recusaram a soprar o aparelho.

Foto: Divulgação

Uma operação especial nas estradas baianas durante o período de São João será iniciada nesta quinta-feira (22) e vai até a próxima segunda (26). As divisões da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) que monitoram o entorno da capital, além das regiões de Itabuna, no sul, Brumado, sudoeste, e Barreiras, no oeste, vão intensificar as abordagens para combater crimes, excesso de velocidade e o consumo de bebida alcoólica ao volante. A Polícia Militar orienta o condutor a não combinar direção com ingestão de bebida alcoólica, a efetuar revisão mecânica no veículo antes da viagem, a conferir a validade dos documentos de porte obrigatório, a descansar antes de viagem prolongada, a atentar para o uso do cinto de segurança em todos os assentos do veículo e o uso da cadeirinha obrigatória para crianças.

Foto: reprodução

Por Redação Bocão News,

Uma menina de nove anos está sem andar após contrair esquistossomose, depois de tomar banho de rio em Lençóis, na Chapada Diamantina, na Bahia. A criança, natural de Itaberaba, visitou a região com a família em janeiro deste ano e, somente em abril, começou a apresentar os sintomas da doença. Dois irmãos da criança também foram contaminados, mas não manifestaram a doença. Os pais aguardam resultados de exames para saber se também foram infectados. Os parentes desconfiaram que a menina estava doente depois de assistirem uma reportagem sobre 32 turistas mineiros que contraíram esquistossomose após um passeio na Chapada. Os turistas tomaram banho em um ponto turístico conhecido como Poção, que fica dentro de uma fazenda particular. A menina de 9 anos também passou pelo local com os parentes. A área foi interditada após os visitantes mineiros serem diagnosticados com a doença. Além do Poção, dois locais usados por moradores de Lençóis para banho foram interditados após uma análise detectar presença de caramujos infectados com esquistossomose na água. Os dois locais de banho interditados foram o "Poço Verde" e o "Banho da Ponte", que ficam às margens da BR-242. Ao G1, a secretária de Turismo da cidade, Lilian Andrade, disse que esses locais estão no leito do Rio Santo Antônio, assim como o Poção, e por isso todos foram fechados. "O Rio Santo Antônio recebe dejetos de comunidades ribeirinhas e foram detectados presença de caramujos contaminados nesses três pontos. A vistoria foi realizada pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) e pela Vigilância Epidemiológica do município. Fizemos a coleta na colha do rio e detectamos o problema", destacou. Ainda ao site, Lilian Andrade afirmou que o Poço Verde e o Banho da Ponte não são locais turísticos e que são utilizados para banho somente pela população local. O Poção, por sua vez, que fica localizado dentro de uma fazenda particular do município, foi aberto por um período de três meses como atrativo turístico, mas fechado logo depois de os turistas mineiros serem detectados com a doença. De acordo com a secretária, não há uma previsão de quando os locais serão liberados. "Isso é imprevisível, porque, para se ter uma certeza, é preciso uma ação do poder público, não só em nível municipal, como estadual e federal. Falta saneamento básico". Segundo a prefeitura, estão sendo tomadas providências para realizar uma campanha de prevenção junto à população, incluindo as escolas do município e agentes de turismo local.

Páginas