Foto: Imagem ilustrativa

Por Redação VN,

Uma jovem morreu enquanto limpava uma geladeira, na Fazenda Nossa Senhora de Fátima, na Zona Rural de  Candido Sales, no Sudoeste da Bahia. A estudante, Tamires Cardoso, 16 anos, recebeu uma descarga elétrica. A vítima chegou a ser socorrida para o Hospital Municipal, mas não resistiu. O corpo da estudante foi encaminhado para o Instituto Médico Legal para necropsia.

Foto: reprodução

por Renata Farias,

A Bahia está consideravelmente abaixo do percentual nacional de alunos de medicina com nível de proficiente avançado. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (29) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), no Relatório Síntese dos Resultados da Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina (Anasem) 2016 (veja aqui). Enquanto 1,9% dos estudantes brasileiros da área estão com nível avançado, apenas 0,8% dos baianos alcançam o mesmo patamar. Neste critério, a Bahia empata com Espírito Santo, Rondônia e Sergipe, todos entre as dez últimas colocações. Já o Ceará apresenta mais índice de alunos avançados, 5,2%. O relatório aponta ainda que 93,7% dos estudantes baianos de medicina têm nível adequado de proficiência, enquanto 5,4% apresentam nível básico. Os números para a média nacional são 91,2% e 6,9%, respectivamente.

Foto: Elói Corrêa/GOV-BA

O resultado preliminar do Processo Seletivo Simplificado para a contratação de professores e profissionais da Educação, por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda), foi divulgado, nesta segunda-feira (29). As provas foram realizadas no dia 7 de maio nos 27 territórios de identidade da Bahia. O resultado preliminar está disponível no site(www.ibrae.com.br). Na página, o candidato deve acessar o menu concurso e depois o link referente à função para a qual ele concorreu. O candidato poderá, dentro do prazo de dois dias a contar desta segunda-feira (29), interpor recurso contra o resultado preliminar divulgado para o seguinte e-mail: ibrae.concurso.ba.3@gmail.com. O resultado final deverá ser divulgado na primeira semana de junho e a convocação acontecerá até o início de julho. A previsão é a de que estes profissionais comecem a trabalhar no segundo semestre. A seleção visa a contratação de 2.485 professores da Educação Básica, Educação no Campo e mais 215 vagas para professor Indígena. O processo seletivo também envolve 961 vagas para a função de técnico de nível médio/mediador para o Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (Emitec). São ofertadas, ainda, 519 vagas destinadas a professores da Educação Profissional e Tecnológica e 211 vagas iniciais e imediatas para professor substituto da Educação Básica e mais 2.243 vagas que poderão vir a surgir ao logo do ano letivo e enquanto durar a validade do processo seletivo. São mais 157 vagas para preceptor de estágio de Enfermagem das unidades da Educação Profissional e Tecnológica e mais 655 vagas da Educação Especial, destinadas a técnicos de atendimento educacional especializado, tradutor/intérprete de Libras, cuidador educacional, braillista e instrutor de Libras.

Foto: Divulgação/Sepor

Termina na quarta-feira (31) na Bahia a primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra a febre aftosa 2017. Em todo o estado, a expectativa é de que sejam vacinados mais de 10 milhões de cabeças de gado, entre bovinos e bubalinos. A campanha teve início no dia 1º de maio. Em todo o país, conforme o Ministério da Agricultura, a meta é imunizar 198 milhões de animais. O número representa mais de 90% do rebanho do país, de 217,5 milhões de cabeças. Esse ano, além de poder fazer a declaração de que o rebanho foi vacinado nos escritórios da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), o criador também vai poder declarar que imunizou seus animais através do site do órgão. A Bahia, que tem o oitavao maior rebanho do país, é considerada "zona livre de febre aftosa" com vacinação desde 2001. O último caso de febre aftosa no estado foi há 20 anos, em 1997.

Foto: reprodução

O Ministério da Educação (MEC) abre hoje (29) as inscrições para a segunda edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que poderão ser feitas no portal do programa, na internet, até o dia 1º de junho. Para se inscrever, o candidato precisa apenas de seu número de inscrição e senha cadastrados no Exame do Ensino Médio (Enem) de 2016. Na hora da inscrição, os candidatos podem escolher até dois cursos por ordem de preferência. Até o fim do período de inscrição, o estudante poderá alterar a opção de curso. Também deve definir se deseja concorrer a vagas de ampla concorrência, ou pelo sistema de cotas destinadas a estudantes de escolas públicas, ou a vagas destinadas às demais políticas afirmativas das instituições. Uma vez por dia, o MEC divulga a nota de corte de cada curso, de acordo com as inscrições feitas até aquele o momento, e a classificação parcial do candidato na opção de curso escolhida. Ao todo, serão ofertadas 51.913 vagas em 1.462 cursos de 63 instituições de ensino, entre universidades federais e estaduais, institutos federais e instituições estaduais. Nesse processo, valerá a nota do Enem 2016. Para participar, os candidatos não podem ter tirado 0 na redação do Enem. Além disso, algumas instituições estabelecem notas mínimas para ingresso em determinados cursos. Ao todo, mais de 6,1 milhões fizeram o Enem no ano passado. O Sisu terá uma única chamada, e a divulgação do resultado está prevista para o dia 5 de junho. Também nessa data será aberta a lista de espera, que permanecerá disponível até 19 de junho. As matrículas serão do dia 9 ao dia 13 de junho, e a convocação da lista de espera será feita a partir do dia 26 de junho.

Páginas