Foto: reprodução

Fonte: Ministério das Cidades,

O Ministério das Cidades e o Departamento Nacional de Trânsito ( Denatran) anunciaram, nesta terça-feira (30), um novo prazo para que todos os estados sejam obrigados a oferecer a CNH digital: 1º de julho. O prazo anterior era 1º de fevereiro, mas até a última sexta-feira (26) menos da metade dos estados estavam preparados ou já emitindo a carteira de habilitação eletrônica, que tem o mesmo valor da versão impressa. São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo, ainda não oferecem essa opção aos motoristas. Além disso, houve um pedido da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para adequar a CNH Eletrônica nos procedimentos de embarque de passageiros. O documento virtual deve valer como comprovação de identidade nos casos em que a CNH é aceita.

Foto: reprodução

Encerram nesta quarta-feira (31) as inscrições para o sorteio eletrônico de 19.817 vagas, para 57 cursos técnicos de nível médio, da Educação Profissional e Tecnológica no Ano Letivo de 2018, na forma de articulação Subsequente ao Ensino Médio (PROSUB). A oferta abrange 121 municípios de todos os 27 Territórios de Identidade da Bahia. As insrições podem ser realizadas no Portal da Educação, no endereço www.educacao.ba.gov.br. Pode participar o estudante que tenha concluído o ensino médio e suas modalidades, de forma gratuita, seja em estabelecimentos de ensino da Rede Pública de Educação (no âmbito federal, estadual, municipal), tenha comprovadamente, cursado o Ensino Médio em instituição filantrópica ou em instituição privada na condição de bolsista integral. O Sorteio Eletrônico será realizado no dia 02 de fevereiro, às 15h, no Auditório da Secretaria da Educação, situada na 5ª Avenida, nº 550, Centro Administrativo da Bahia, município de Salvador, com a participação de representantes do Ministério Público, Tribunal de Contas, Auditoria Geral do Estado, Conselho Estadual de Educação, candidatos, pais, professores e comunidade local. As vagas disponibilizadas serão distribuídas de forma igualitária para as duas opções de acesso. Sendo assim, 50% das vagas serão sorteadas para os estudantes que optarem por utilizar a nota do último Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). E 50 % das vagas serão sorteadas para os candidatos que se inscreveram para concorrer ao sorteio eletrônico aleatório.

Foto: Reprodução / OPAS

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) confirmou a segunda morte por malária na Bahia esse ano. A vítima foi um homem de 33 anos, cuja morte já estava sob investigação. A informação foi divulgada pelo órgão no início da noite da última quarta-feira (24). O órgão de saúde havia informado que o morador da cidade de Wenceslau Guimarães, no baixo sul do estado, não passou por análise laboratorial e mesmo sem a realização do exame no corpo da vítima, que já havia sido enterrado, diagnosticou a causa da morte com o critério clínico e também levando em consideração o surto da doença que é enfrentado pelo município. De acordo com o G1, na cidade, mais de 300 moradores já fizeram tese para saber se têm a malária após apresentarem sintomas suspeitos. O número de casos confirmados de malária na Bahia subiu para 22 e todos foram registrados em Wenceslau Guimarães. Um laboratório foi montado no hospital da cidade para fazer testes, cujos resultados são colhidos na hora.

Foto: reprodução

por Correio 24 horas,

Uma das maiores lideranças do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na Bahia, Marcio Oliveira Matos, 33, foi assassinada com vários tiros na frente do filho de 6 anos na noite de quarta-feira (24), em Iramaia, na Chapada Diamantina. Segundo o MST, o crime ocorreu no início da noite, quando dois homens chegaram na porta da casa do líder dos sem terra em uma moto e o chamaram, já recebendo-o com tiros. Os criminosos não foram identificados.  A cena, de acordo com o coordenador estadual do MST na Bahia, Evanildo Costa, foi presenciada pelo filho de 6 anos, única pessoa em companhia de Márcio na casa no momento do crime – o sem terra estava separado há quase um ano. Márcio, que ocupava o cargo de secretário de Administração da Prefeitura de Itaetê, cidade da Chapada governada pelo petista Valdes Brito e  morava no Projeto Assentamento Boa Sorte, que existe há mais de dez anos na zona rural de Iramaia. Márcio Matos era uma das maiores lideranças do MST na Bahia, já tendo sido coordenador estadual do movimento e integrante da executiva nacional. Ele é filho do ex-prefeito de Vitória da Conquista, Jadiel Matos, já falecido e que governou a terceira maior cidade da Bahia de 1972 a 1976. O governador Rui Costa (PT), de quem Márcio era próximo, se manifestou por meio das redes sociais. Ele lamentou o assassinato do líder sem terra, “conhecido pela firme luta em defesa da igualdade social”. “Tão logo soube da triste notícia, determinei à Secretaria de Segurança Pública a imediata e rigorosa apuração do crime. Meus sentimentos de pesar aos amigos e familiares neste momento de profunda dor”, escreveu o governador. O ex-governador da Bahia, Jaques Wagner também prestou homenagem a Márcio. "A morte de Marcinho nos provoca enorme tristeza. Jovem, comprometido e idealista, Márcio Matos será sempre uma inspiração. Deixo um abraço aos familiares, amigos e companheiros", publicou no Twitter. O corpo de Márcio Matos foi levado para o Departamento de Polícia Técnica de Jequié e será sepultado em Vitória da Conquista. O velório e sepultamento ainda não tem data marcada. A reportagem não conseguiu contato com a delegacia de Iramaia.

Foto: André Borges/Agência Brasília

Cerca de 2,6 milhões de pessoas ainda precisam ser vacinadas na Bahia para o estado cumprir a meta de imunizar 95% da população de 105 municípios baianos. De acordo com levantamento feito pelo jornal Correio junto à Secretaria da Saúde do Estado, metade delas está em Salvador, que ainda precisa vacinar aproximadamente 50,7% da população, o equivalente a 1,338 milhão de pessoas. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) aponta que tem doses suficientes para atender todo o público. Entre as 105 cidades baianas que precisam cumprir a cobertura de 95%, estipulada pelo Ministério da Saúde, apenas 11 já alcançaram o índice. Os dados da Sesab levam em conta imunizações dos últimos dez anos. No entanto, não há previsão de punição para os estados e municípios que não alcançarem a meta. Ainda segundo dados divulgados pelo Correio nesta quinta-feira (18), o município de São Miguel das Matas registra o pior índice de imunização, com apenas 27,5% da população vacinada contra febre amarela. A secretaria de Saúde do município alega que os dados da Sesab estão desatualizados. Na outra ponta da lista, Jaborandi tem 122,5% da população imunizada. O "excedente" de 22,5% corresponde à vacinação de turistas e moradores de municípios vizinhos.

Páginas