Foto: reprodução

Por  Maryanna Nascimento, do Correio 24h,

Depois de serem suspensas em maio, finalmente no próximo domingo serão aplicadas as provas objetivas e discursivas do concurso deste ano da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa). No total, são mais de 148 mil inscritos para  disputar 600 vagas. A função de agente administrativo, alocada em Salvador, é a de maior concorrência: uma vaga para cada 723 candidatos. Com uma disputa tão acirrada, é válido se dedicar até o limite final nessa última semana antes das provas onde pode decidir quem será aprovado e quem ficará no caminho. Segundo Wagner Aguiar, professor de cursos preparatórios na Bahia, não adianta estudar novos assuntos faltando tão pouco tempo. “O candidato vai se angustiar e no final não vai adiantar nada. Concurso é sinônimo de preparação com antecedência”. Porém, esse não é um momento de colocar as pernas para o ar.  Wagner aconselha focar os estudos nos resumos já feitos e na resolução das provas, além de fazer simulados.  

Pesos

Quando o assunto é a ordem para responder a prova, Alan Vinícius, professor de Direito Administrativo do Acerte Concursos, chama atenção para os pesos das disciplinas. “Se você tem uma questão com peso maior, é interessante ter mais cuidado e priorizá-la”. No caso da Embasa, a prova de Conhecimentos Específicos vale o dobro da de Conhecimentos Gerais e a discursiva responde por 25% da nota total. De acordo com Marilene Silva, professora de Português  da Casa dos Concursos, diante de tanta tensão é importante investir no emocional na semana anterior à prova. “Uma opção é fazer exercícios de respiração, ouvir músicas que relaxem, ir à praia”, indica.  Marilene também chama atenção para os exageros na véspera da avaliação. “Não vale nem pensar em beber ou fugir da rotina. Vai que você come algo diferente e passa mal; bebe e tem enxaqueca. Qualquer coisa que o tire do habitual é complicado”, aconselha.  Já para Julio Xavier, professor de Informática do Curso Opção, também é conveniente que o candidato se prepare para a prova no dia anterior. “É importante separar o lanche e água, levar mais de uma caneta e checar onde fará a avaliação”, orienta. 

Cartão

Segundo a empresa organizadora do certame, o IBFC - Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação, o cartão de convocação com o local será divulgado a partir de hoje no site da empresa. Quanto aos horários, para a função de agente administrativo, os portões estarão abertos das 13h45 às 14h45. Os que concorrem aos outros cargos farão a prova pela manhã e podem entrar das 7h às 8h. Em ambos os casos, as avaliações começam 15 minutos depois do fechamento. O concurso da Embasa 2017 seria realizado em 7 de maio em quatro cidades do estado. Porém, em atenção a uma notificação do Ministério Público do Trabalho na Bahia (MPT-BA), o IBFC anunciou o adiamento das provas no dia 28 de abril.  A mudança no cronograma e a reabertura das inscrições causaram prejuízos financeiros e aumentaram a tensão de candidatos como Fredson Menezes. O soteropolitano residente em Manaus já havia reservado passagens para ele e a esposa realizarem a avaliação na capital baiana. “Havíamos planejado tudo e de repente surgiu esse impedimento. Houve um custo de cerca de R$ 1,5 mil”, lamenta.

DICAS: O que fazer agora?

Simule: Separe 30 questões de conhecimentos gerais, 40 de específicos e um tema de redação, todos de anos anteriores. Pegue o cronômetro e deixe rolar por 4h30 enquanto responde às provas. A ideia é treinar tanto as respostas quanto o controle do tempo. 

Revise: Chegou a hora de recuperar os lembretes e marcações. Essa é a oportunidade de refrescar a memória e revisar o que já domina.

IBFC: O Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação é a banca organizadora. Se ainda não a conhece, faça provas de outros concursos feitos por ela para ficar mais íntimo da linguagem da empresa.

Cartão de convocação: O cartão com o local, a sala e o horário de realização das provas estará disponível hoje no site. Caso tenha algum problema, ligue para (11) 4788-1430.

Local de prova: Você tem alguns dias para ir ao local de prova, caso ele não seja familiar. Pegue o carro ou um ônibus e faça o trajeto. Cronometre o tempo necessário para o deslocamento. Isso evita o desespero no dia da prova.

Horário: Saia de casa com um bom tempo de antecedência para não ter atrasos. Fique atento ao horário de abertura e fechamento dos portões.

Relaxe: Ouvir músicas tranquilas, ler um livro, meditar ou ir à praia ajuda a diminuir a tensão. 

Com moderação: Álcool é relaxante, mas dá ressaca e é inimigo dos concurseiros. Não cometa exageros nem na bebida nem na comida. Mantenha uma dieta leve para evitar problemas na hora ‘H’.

Sono: Não madrugue na noite anterior. Tente ter uma boa noite de sono. Músicas, incenso e uma luz morna podem ajudar.

Caneta: Não leve apenas uma caneta e lembre-se que ela precisa ser  esferográfica, transparente e de tinta preta ou azul. Além disso, escolha uma confortável e preferencialmente de ponta fina, para evitar borrões.

Folha de resposta: As 4 horas e 30 minutos  disponíveis para o concurso também precisam abraçar a folha de respostas. Reserve um tempo para ela e preencha com atenção para evitar rasuras.

Discursiva: A redação vale 30 pontos e responde por 25% do peso do concurso. Não deixe para fazer de última hora ou pode correr o risco de não ter tempo ou estar exausto para pensar no texto.

Pausas na prova: O tempo é cronometrado, mas é válido dar intervalos de 2 minutos depois de algum tempo de prova. Respirar e dar uma alongada ajudará na oxigenação do cérebro e também contribui com a concentração.

Comida e água: O nível de glicose pode cair, você pode ter fome e sede. Leve uma bala, alguma comida prática (evite as que lambuzam a mão) e não esqueça da água.

O que não pode: Óculos escuros, boné, lenço, anotações, relógio, calculadora e qualquer tipo de aparelho eletrônico estão proibidos sob pena de eliminação do candidato.

Celular: Telefones celulares devem permanecer desligados. Na hora da prova, o fiscal indicará onde ele pode ficar acomodado. Caso o aparelho emita algum som, o candidato não tem segunda chance.

Essa eu sei: Se você domina um assunto, priorize ele. Deixe para depois aquilo que não estudou ou ainda tem muitas dúvidas.

Chute: O ideal é responder tudo, mas caso você não tenha domínio na questão, é válido tentar responder por eliminação. Até na hora do chute é preciso ser estrategista.

Tempo vilão: São 70 questões, uma prova discursiva e uma folha para ser marcada. Caso você gaste 1 hora com a redação, saiba que terá menos de 3 minutos por pergunta. Controle o tempo.

Foto: reprodução

As inscrições para o maior concurso da história da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar encerraram no dia 21 de junho. As duas mil vagas para o cargo de soldado da PM serão disputadas por 123.812 candidatos. Já para as 750 vagas de Bombeiro Militar foram inscritas 18.066 pessoas. No total, 141.878 candidatos vão participar do concurso da segurança pública de 2017. Os maiores números de inscritos para soldado foram registrados nas cidades de Salvador, Juazeiro e Feira de Santana. Já para Bombeiro Militar, as cidades de Salvador, Feira de Santana e Itabuna tiveram a maior quantidade de inscritos. Em 2012, o concurso da PM teve 74.702 candidatos disputando duas mil vagas, e, em 2008, foram 84.041 pessoas para 3.200 vagas. Uma vez habilitado para o curso de formação, seja da Polícia Militar ou do Corpo de Bombeiros Militar, o candidato irá ingressar no quadro das corporações como aluno soldado. Quando tiver concluído o curso e, posteriormente, lotado na região de sua escolha, o soldado da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar terão carga horária de 40 horas semanais. O concurso contará com duas etapas, com provas objetivas e discursiva, previstas para o mês de agosto. Será apenas um dia de seleção, com duração de quatro horas e trinta minutos. O resultado obedecerá à ordem de classificação, seguindo a publicação das notas finais em ordem decrescente, observando cargo, região e sexo. Este é o primeiro concurso para o Corpo de Bombeiros (que antes pertencia à Polícia Militar).  O edital de abertura de inscrições, elaborado conjuntamente pela Secretaria da Administração do Estado (Saeb) e pelos Comandos Gerais da Polícia Militar da Bahia e do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia, foi publicado dia 10 de maio. Com validade de um ano, prorrogável por igual período, o concurso será realizado pela Saeb e pelo IBFC, que na Bahia é responsável pelos concursos públicos da Embasa e Agerba.

Apesar da tradição em comemorar as festas juninas durante o São João, algumas cidades do interior da Bahia optam por celebrar a festa durante o São Pedro, comemorado nesta quinta-feira (29). As festas realizadas nas praças públicas recebem grandes atrações e devem atrair muitos visitantes aos municípios que realizam as festividades. Confira onde estará o seu cantor ou banda favorita durante o período. 
 
Bom Jesus da Lapa
 
 
Maiara & Maraisa, Cavaleiros do Forró e Limão com Mel estão entre as atrações
 
De 29 de junho à 02 de julho: Maiara & Maraisa, Limão Com Mel, Cavaleiros do Forró, Lordão, Fernanda Portilho, Gatinha Manhosa, 100 Parea e outras atrações.
Distância: a cidade está localizada a cerca de 790 Km  de Salvador. O tempo de viagem é de aproximadamente 10h.
 
Ilhéus
 
Simone & Simaria, Naiara Azevedo e Danniel Vieira estão entre as atrações
 
Dias 27 e 28 de julho: Simone e Simaria, Naiara Azevedo, Thaeme e Thiago, Danniel Vieira e outras atrações.
Distância: a cidade está localizada a cerca de 310 Km de Salvador. O tempo de viagem é de aproximadamente 6h.
 
Eunápolis
 
Wesley Safadão, Jorge e Mateus e Bell Marques estão entre as atrações
 
De 29 de junho à 01 de julho: Jorge e Mateus, Wesley Safadão, Bell Marques, Cacau com Leite, Lordão, Arriba Saia, Cheiro de Forró e outras atrações.
Distância: a cidade está localizada a cerca de 640 Km de Salvador. O tempo de viagem é de aproximadamente 9h.
 
Itabuna
 
Adelmário Coelho, Aviões e Dorgival Dantas estão entre as atrações
 
De 29 de junho à 01 de julho: Danniel Vieira, Aviões, Adelmário Coelho, Dorgival Dantas, Estakazero, Cacau com Leite, Aduilio Mendes, Genard e outras atrações.
Distância: a cidade está localizada a cerca de 420 Km de Salvador. O tempo de viagem é de aproximadamente 6h.
 
Itiruçu
 
Forrozão e Léo Fera e Sem Retoque estão entre as atrações
 
De 30 de junho à 02 de julho: Forrozão e Léo Fera, Raneychas, Sem Retoque, Toque Novo do Arrocha e outras atrações.
Distância: a cidade está localizada a cerca de 346 Km de Salvador. O tempo de viagem é de aproximadamente 4h40.
 
Igaporã
 
Calcinha Preta, Samyra Show e Limão com Mel estão entre as atrações
 
De 30 de junho à 02 de julho: Calcinha Preta, Limão com Mel, Samyra Show, Fernanda Portilho e outras atrações.
Distância: a cidade está localizada a cerca de 700 Km de Salvador. O tempo de viagem é de aproximadamente 9h. 
 
Ipiaú
 
Leo Santana, Danniel Vieira e Estakazero estão entre as atrações
 
De 29 de junho à 02 de julho: Danniel Vieira, Leo Santana, Cangaia, Estakazero, Carlos Pitta, Pra Casar e outras atrações.
Distância: a cidade está localizada a cerca de 340 Km de Salvador. O tempo de viagem é de aproximadamente 5h45.
Foto: Divulgação
A Operação São João 2017, realizada pelo Batalhão de Polícia Rodoviária e pelas Companhias Independentes de Policiamento Rodoviário (1ª CIPRv/Itabuna, 2ª CIPRv/Brumado e 3ª CIPRv/Barreiras), foi concluída nesta segunda-feira (26) nas rodovias estaduais da Bahia e registrou a redução direta em 20% no número de vítimas fatais em relação ao ano de 2016. Durante a Operação foram contabilizados 33 acidentes de trânsito, que deixaram 20 vítimas com ferimentos leves, nove com ferimentos graves e quatro mortes. No período das 8 horas de quinta-feira (22), às 8 horas de hoje, o número de veículos abordados foi de 5.504, destes, 1.141 foram autuados e 86 retidos. Foram recolhidas 25 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e 33 Certificados de Licenciamento Anual. Também foram abordadas 8.228 pessoas. De acordo com a PM, em quatro dias de operação, 547 veículos foram flagrados eletronicamente, em virtude de excesso de velocidade. Também foram realizadas 239 abordagens onde os condutores foram submetidos ao exame de alcoolemia.
Foto: reprodução

Dados do Censo Escolar divulgados  pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), na última terça-feira (20), apontam avanços na educação da Bahia em todos os níveis e etapas da Educação Básica, compostos pelos anos iniciais e anos finais do Ensino Fundamental, e Ensino Médio, de 2007 a 2015. Os indicadores de fluxo escolar da Educação Básica, que avaliam a transição do aluno entre dois anos consecutivos, considerando a promoção, repetência, evasão e migração para a Educação de Jovens e Adultos (EJA), demonstram que a Bahia avançou 7,6 pontos percentuais na promoção, saindo de uma taxa de 64% em 2007 para 71,6% em 2015, no Ensino Médio. A taxa de evasão foi reduzida em 5,8 pontos percentuais no mesmo período e a repetência caiu em 1,6 pontos percentuais. Em relação aos anos iniciais do Ensino Fundamental, a taxa de promoção avançou 11,4 pontos percentuais entre 2007 e 2015, quando chegou a 82,5%, e a repetência diminuiu em 8,4 pontos percentuais no mesmo período. Já a taxa de evasão era de 6,7% em 2007 e caiu para 0,6% em 2015. Os dados dos anos finais do Ensino Fundamental também apontam avanços. A taxa de promoção cresceu 6,1 pontos percentuais no período de 2007 a 2015, chegando a 70% em 2015. A repetência caiu 2,1 pontos percentuais e a evasão escolar recuou 6,3 pontos percentuais no mesmo período, chegando a 4,9% em 2015. Segundo o secretário da Educação, Walter Pinheiro, os resultados demonstram o compromisso do Governo do Estado com a educação pública desde o início da série histórica, em 2007, quando lançou o programa Todos Pela Escola. “Um dos principais objetivos deste programa foi estabelecer um pacto com os municípios, para apoiar a melhoria dos índices no Ensino Fundamental. Continuamos a avançar nesta direção com o Educar Para Transformar, inclusive, firmamos agora em 2017 o pacto já em andamento com 389 municípios”, disse. Ainda de acordo com Pinheiro, “estes dados do INEP são significativos, uma vez que em oito anos a Bahia vem crescendo napromoção dos estudantes e na diminuição da evasão escolar e repetência, resultado de políticas públicas acertadas na área. Claro que ainda precisamos avançar ainda mais, e estamos trabalhando com projetos importantes que vão na direção de dinamizar o ensino”. O secretário também destaca programas como o de Ensino Médio por Intermediação Tecnológica (EMITEC), que transmite aulas, via satélite e em tempo real, para todas as telessalas espalhadas por 414 localidades do Estado, para 21.120 alunos, fazem a educação chegar nos locais mais longínquos da Bahia. Além disso, o secretário aponta a reestruturação do eixo pedagógico na rede estadual, projetos de empreendedorismo nas escolas, o apoio aos municípios com a formação de educadores, a ampliação de escolas em tempo integral, incentivo às práticas científicas com o programa Ciência na Escola, dentre outras iniciativas que estão em curso através de parcerias estratégicas com todas as universidades públicas, centros de pesquisa e o Sistema S. Os números inéditos foram revelados durante o “Seminário 10 Anos de Metodologia de Coleta de Dados Individualizada dos Censos Educacionais”, que celebrou uma década da metodologia da pesquisa.

Páginas