Foto: Se liga Brumado

por Erich Decat | Estadão Conteúdo,

Em sua segunda passagem pelo Nordeste como presidente da República, Michel Temer anunciará nesta terça-feira (27) em Maceió (AL) o repasse de R$ 755 milhões para 15 Estados atingidos pela estiagem. Segundo auxiliares, o presidente passou parte da tarde desta segunda-feira, 26, no Palácio do Planalto em contato com os ministros que também deverão participar do evento, para ajustar os últimos detalhes. A previsão é de que a cerimônia conte com a participação do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), dos governadores do Estados beneficiados, e dos ministros Osmar Terra (Desenvolvimento Social) e Hélder Barbalho (Integração). "Este é maior esforço feito por um governo, em um ano, para levar recursos e ajudar diminuir os problemas da seca. Os recursos serão aplicados principalmente na região do semiárido, que está há cinco anos em seca, numa situação de calamidade", afirmou Osmar Terra ao jornal O Estado de S. Paulo. Entre os beneficiados estão os Estados do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Sergipe. Do total de investimento, R$ 250 milhões têm como origem parte da arrecadação do governo federal com o programa de repatriação de recursos do exterior. Outros R$ 255 milhões são de contratos e convênios que serão prorrogados e o restante (R$ 250 milhões), está previsto na Lei Orçamentária Anual de 2017. Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, a previsão é de que sejam construídas 130 mil cisternas, microaçudes e programas de acesso àágua. Em relação às cisternas, a ideia é de também estendê-las para cerca de 7 mil escolas, que ainda não contam com o reservatório de água. "Vamos ficar com 100% das escolas do semiárido do Nordeste com garantia de água potável para as crianças", ressaltou Osmar Terra.

Foto: reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou o registro ao primeiro teste que irá diagnosticar simultaneamente a zika, dengue e a chikungunya. O teste foi desenvolvido por cientistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBPM). O teste, batizado de Kit Nat, identifica o DNA dos três vírus em uma única amostra de sangue, sem a necessidade de fazer três exames separados. O Ministério da Saúde encomendará a produção de 500 mil kits até o fim do ano para distribuir no Sistema Único de Saúde (SUS) no país, e acordo com a Fiocruz. O teste tem o custo estimado de R$66,33 por teste, o kit será oferecido pelo SUS.
 

Foto: Se Liga Brumado

Os estudantes da rede estadual estão em ritmo de despedida do ano letivo 2016. Para os que forem aprovados direto, o último dia de aulas será nesta quinta-feira (22/12). Para os que vão fazer recuperação, o tempo de permanência na unidade se estenderá até 29 de dezembro, sendo que no dia 30 será divulgado o resultado final. Entre os alunos, o clima é de alegria por mais uma etapa cumprida e pelo novo ciclo que se abre com a chegada do Ano Novo. Enquanto estão nas escolas, os estudantes devem aproveitar até o dia 30 de dezembro para renovar a matrícula nas unidades escolares onde estudam. A matrícula deve ser feita presencialmente nas escolas ou pela internet. Para os alunos que irão mudar de escola e alunos novos a matrícula será de 24 a 31 de janeiro. Para mais informações acesse o Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br/matricula).

Foto: Rita Barreto / Secretaria de Turismo da Bahia

A crise econômica parece não ter afetado o turismo na mesma proporção que outros setores da economia brasileira. O Ministério do Turismo estima que as famílias brasileiras realizarão 73,4 milhões de viagens durante o verão, que começa nesta quarta-feira (21) e se estende até fevereiro de 2017. Se alcançado, o número representará um incremento de 0,8% em comparação com o último período, quando foram registradas 72 milhões de viagens. De acordo com a Agência Brasil, a expectativa é que esses turistas movimentem  R$ 100 bilhões. O otimismo do ministério é ainda maior em relação à vinda de estrangeiros ao país. Espera-se que 2,4 milhões de turistas de outros países desembarquem nos principais destinos nacionais, um incremento de 11% quando comparado com o último verão. Considerando que cada turista estrangeiro gasta, em média, US$ 1,1 mil, o gasto global pode chegar a US$ 2,6 bilhões (R$ 8,7 bi pelo câmbio desta quarta-feira). A maior parte desses turistas vem de países vizinhos, especialmente, a Argentina. Segundo o ministro Marx Beltrão, o turismo caminha na contramão da crise e já responde por pouco mais de 3.5% do Produto Interno Bruto (PIB – a soma dos valores de todos os bens e serviços produzidos no país) brasileiro. “Mesmo em um momento de crise, o turismo está avançando”, disse Beltrão durante a divulgação do estudo encomendado à Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Com informações do Bahia Notícias.
 

Foto: Fernando Duarte / Bahia Notícias

por Fernando Duarte / Guilherme Ferreira,

O governador Rui Costa espera que a economia volte a crescer no próximo ano para permitir um reajuste salarial para os servidores do estado. Este ano, o governo não concedeu reajuste e é possível que a situação se repita em 2017. "Se a economia não melhorar, não tenho como dar aumento aos servidores em 2017", afirmou Rui durante entrevista coletiva nesta terça-feira (20). O último reajuste para a categoria aconteceu em abril de 2015 (veja mais). Durante a entrevista, o governador também sugeriu um "pacto de governança" com o objetivo de pacificar a situação política recuperar a economia no Brasil. "Enquanto não pacificar a crise política e institucional, o país não voltará a crescer. Economia vive de expectativas e não tem lugar no mundo em que a economia tem crescido com crise. Na ditadura o país cresceu, mas tinha estabilidade política, mesmo que na ditadura. Com instabilidade, ou de guerra ou de crise política, não tem país no mundo que consiga crescer sua economia", avaliou.
 

Páginas