Foto: reprodução

O Sistema Único de Saúde (SUS) iniciou nesta semana a vacinação contra HPV para meninos. Na Bahia, 279.565 meninos na faixa etária de 12 a 13 anos, além de 743 jovens que vivem com HIV/Aids, estão aptos a receber a vacina. Até o último ano, a imunização era feita apenas em meninas. De acordo com o ministério, a faixa etária será ampliada, gradativamente, até 2020, quando serão incluídos os meninos de nove a 13 anos. A expectativa da pasta é imunizar em todo país mais de 3,6 milhões de meninos em 2017, além de 99,5 mil crianças e jovens de 9 a 26 anos vivendo com HIV/Aids, que também passarão a receber as doses. Para isso, foram adquiridas 6 milhões de doses, ao custo de R$ 288,4 milhões. "É muito importante que os pais tenham a consciência de que a vacinação começa na infância, mas deve continuada na adolescência. Pais e responsáveis devem ter, com os adolescentes, a mesma preocupação que têm com as crianças. A proteção vai ser muito maior se nós ampliarmos, cada vez mais, o calendário de vacinação da nossa população", ressaltou a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde, Carla Domingues. Com informações do Bahia notícias.

A Bahiafarma, laboratório público do Estado da Bahia, vinculado à Secretaria da Saúde (Sesab), garantiu ampliação de R$ 15,4 milhões para a produção de kits para diagnóstico da zika, dengue e chikungunya. O anúncio foi feito em evento com o governador Rui Costa e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, nesta quinta-feira (5), no Hospital Aristides Maltez (HAM), em Salvador. Recentemente, Rui Costa esteve no local, onde firmou contrato que garante 100% de cobertura oncológica na Bahia, com o repasse de R$ 9,6 milhões por ano ao HAM. A Bahiafarma já iniciou o envio de testes para diagnóstico da Zika ao Ministério da Saúde. O diretor presidente da empresa, Ronaldo Dias, informou que as obras de ampliação onde serão fabricados os kits devem começar nos próximos meses. De acordo com o ministro, os testes rápidos da zika produzidos pela Bahiafarma e adquiridos pelo governo federal já começaram a ser entregues e, até o final de janeiro, estarão em todas as unidades básicas de saúde do país.

Foto: Emerson Santos

A matrícula na rede estadual de ensino será realizada de 24 a 31 de janeiro para os estudantes regularmente matriculados nas escolas estaduais que irão mudar de escola e os novos estudantes que desejam ingressar na rede. Em Salvador e mais 27 cidades (veja relação abaixo), os estudantes oriundos das redes municipais poderão fazer a matrícula pela Internet, utilizando o código que receberam nas suas escolas de origem. Basta acessar o Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). O primeiro dia de matrícula (24/01) é direcionado ao estudante da rede estadual de ensino nas seguintes situações: deve mudar de escola porque a atual não oferece a série subsequente, não renovou a matrícula no período determinado ou mudança de domicílio. Entre os dias 25 e 26/01, a matrícula é para os concluintes das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental, regularmente matriculados na rede pública municipal no ano letivo de 2016, em razão das escolas não oferecerem a série subsequente. A matrícula de novos estudantes que forem cursar qualquer série do Ensino Fundamental acontece no dia 27 de janeiro e do Ensino Médio e suas modalidades, nos dias 30 e 31 de janeiro, devendo ser realizada presencialmente em qualquer unidade da rede estadual de ensino. Além dos estudantes regularmente matriculados na rede estadual de ensino em 2016, também podem fazer a matrícula pela Internet estudantes oriundos das redes municipais das seguintes cidades: Itabuna, Nordestina, Barreiras, Barro Preto, Barrocas, Brejões, Camaçari, Catu, Dias D’Ávila, Encruzilhada, Eunápolis, Feira de Santana, Glória, Gongogi, Ipirá, Itaberaba, Itapetinga, Lamarão, Luís Eduardo Magalhães, Macajuba, Madre de Deus, Mundo Novo, Paulo Afonso, Porto Seguro, Salvador, São José da Vitória, Serrinha, Simões Filho e Vitória da Conquista. O cronograma de matrícula da rede estadual abrange toda a Educação Básica e suas modalidades, incluindo a Educação Profissional, na qual são ofertados cursos técnicos de nível médio e de qualificação integrados à Educação de Jovens e Adultos (EJA), de nível Fundamental e Médio. Para a matrícula é preciso apresentar os seguintes documentos: original do histórico escolar ou atestado de escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo histórico em até 30 dias); original e cópia da certidão de registro civil ou da carteira de identidade (RG); original e cópia do CPF, original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, cartão de crédito ou TV por assinatura) e o código do SETPS (constante no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador. O ano letivo de 2017 na rede estadual começa no dia 06 de fevereiro. De acordo com o calendário escolar divulgado pelaSecretaria da Educação do Estado da Bahia, serão realizados 200 dias letivos. O recesso para o Carnaval será de 24/02 a 1º de março, o recesso da Semana Santa, de 13 a 16 de abril, e o recesso junino, de 22 a 25 de junho. O último dia letivo será 13 de dezembro de 2017. Para maiores informações acesse o Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br

Segundo levantamento realizado pelo site Sudoeste Bahia, em todo a Bahia neste ano de 2016, 23 PM’s foram mortos no estado, sendo que três deles estavam em serviço, segundo informações da Polícia Militar. Comparando com 2015, houve um aumento no número de homicídios de PM’s na Bahia, mas diminuiu a quantidade de policiais mortos em serviço. No ano passado 21 profissionais foram assassinados, sendo que quatro estavam trabalhando. Ainda segundo a publicação somente nesta última semana do ano três casos foram registrados.

Dos três senadores baianos, Lídice da Mata (PSB) foi a que mais gastou em seu exercício de 2016. Segundo os dados publicados no portal do Senado Federal, a socialista teve despesas de R$ 258.501,58 referentes às cotas para exercício. As despesas são aluguel de imóveis para escritório político (R$ 104.298,43); aquisição de material de consumo (R$24.661,23); locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis e lubrificantes (R$ 44.104,15); contratação de serviços de apoio ao parlamentar (R$ 16.010,00); divulgação da atividade parlamentar (R$ 3.740,00); e passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais (R$ 65.687,77).  Além disso, foram gastos R$ 40.506,49 referentes a diárias de viagens oficiais, R$ 8.580,32 de consumo material, como combustíveis, e R$ 38.699,39 de correios. Todas as despesas somam R$ 346.287,78. Em seguida, vem Otto Alencar (PSD), cujas cotas para exercício da atividade parlamentar se dividem em aluguel de imóveis para escritório político (R$ 37.993,97), locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis e lubrificantes (R$ 104.024,77) e passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais (R$ 45.061,01). Além disso, o senador gastou R$ 6.290,46 com materiais como combustíveis e R$ 17.375,50 com serviços de correios. O total é de R$ 210.745,71.

Páginas