Foto: Se liga Brumado

O Governo do Estado vai nomear mais 35 peritos (25 médicos-legais e 10 odonto-legais) aprovados em concurso público. A informação foi divulgada pelo governador Rui Costa por meio do Twitter (@costa_rui), na tarde desta segunda-feira (22). "Com isso, fechamos as nomeações de todos candidatos aprovados no curso de formação. Esforço feito para atender ao interior do estado", comentou Rui.  O decreto com a relação dos candidatos será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça (23). O impacto financeiro com estas nomeações será de R$ 6,2 milhões anuais. Os 35 peritos vão atuar no interior baiano e somar-se a outros 86 já nomeados pelo mesmo edital de 2014 para compor o quadro de servidores da Secretaria da Segurança Pública (SSP).  Com esta nomeação, o Governo alcança o número de 121 peritos nomeados (38 criminalísticos, 56 médicos-legais, 10 odonto-legais e 17 técnicos de polícia).

Cerca de 1.200 funcionários já foram demitidos e 150 lojas da Cesta do Povo já foram fechadas desde dezembro de 2015. O objetivo do governo do Estado, na época, era privatizar a empresa, mas o plano até hoje não saiu do papel. Única rede de supermercados estatal no Brasil, o empreendimento de 36 anos tinha acumulado um prejuízo de R$ 750 milhões. No ano passado, a situação piorou e a Empresa Bahiana de Alimentos – Ebal, controladora da Cesta do Povo, amargou uma perda de R$ 158,1 milhões. O leilão público proposto pelo governo possuía uma cláusula que permita a absorção de um percentual mínimo de funcionários pelos novos empreendedores, mas a estrutura de 276 lojas e 2.769 funcionários em 229 municípios, não despertou o interesse de nenhum comprador para o lance mínimo exigido para a venda na época, R$ 81 milhões. Agora, a Associação Baiana de Trabalhadores da Ebal/Cesta do Povo (Abtec) reclama de um programa de demissão voluntária (PDV) feito pelo Estado. “O governador Rui Costa, abriu uma enquete nesta semana para os funcionários que ainda restam nas 60 lojas abertas da Ebal espalhadas nos municípios, propondo demissões voluntárias sem perda de direitos trabalhistas. Entretanto, há uma contradição nessa proposta: como pode um plano de demissão voluntária garantir direitos trabalhistas se o propósito de tal plano é enxugar gastos com gestão de pessoas?”, indaga o presidente da Abtec, Francis Tavares.

Foto: Se liga Brumado

O Governo da Bahia publica, no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (17), mais um edital para realização de concurso público na área da segurança pública. Pelas redes sociais, o governador Rui Costa anunciou a realização do processo seletivo: "Depois de publicar o edital do concurso para soldado, com 2750 vagas, chegou a vez de abrir a seleção para o Curso de Formação de Oficiais (CFO). O edital sai amanhã e a prova está prevista para o dia 20 de agosto", escreveu Rui em sua página oficial no Facebook . A seleção será realizada por meio de convênio com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). O período de inscrição vai de 22 de maio a 11 de junho, via internet através do site www.cfopmbm2017.uneb.br ou www.consultec.com.br. A organizadora do certame será a Consultec. A taxa custa R$ 138,00.  Serão 60 vagas para a Polícia Militar, distribuídas em 54 para o sexo masculino e seis para o feminino, e 30 vagas para Bombeiro Militar, sendo 24 para homens e seis para mulheres. Os candidatos devem ter no mínimo 18 anos e no máximo 30. Para os aprovados, o curso terá duração de três anos, através da Uneb. No último dia 9, o governador anunciou, em transmissão ao vivo no Facebook, o lançamento do edital do concurso público para o provimento de outras 2.750 vagas na área de segurança pública do estado, destinadas ao cargo de soldado, também para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. As inscrições para o concurso de soldado foram iniciadas nesta segunda-feira (15) e seguem até 19 de junho, exclusivamente pela internet, no site da IBFC, seguindo o horário de Brasília. A taxa custa R$ 70. De acordo com o edital, 2 mil vagas são destinadas ao Curso de Formação de Soldado da Polícia Militar e 750 vagas são voltadas ao Curso de Formação de Soldado do Corpo de Bombeiros Militar.  Podem concorrer jovens de nacionalidade brasileira ou portuguesa, entre 18 e 30 anos, que tenham concluído ensino médio ou formação técnica profissionalizante de nível médio, sendo também observadas outras exigências do edital.

Foto: Reprodução
Faltando 17 meses para as eleições de 2018, o Democratas confirmou ontem que o prefeito de Salvador, ACM Neto, será candidato a governador da Bahia. “Encomendamos pesquisa de popularidade de Neto no interior do estado. Resultado espetacular. Certeza absoluta que será candidato”, disse em sua conta no Twitter o presidente do Democratas na Bahia, deputado federal José Carlos Aleluia. O líder democrata, contudo, não informa os números da pesquisa à qual ele se refere. Aliados do prefeito confirmaram à Tribuna que o grupo de oposição ao governador Rui Costa (PT) vem fazendo pesquisas em diversas cidades da Bahia, por meio dos prefeitos de sua base. Principais aliados de ACM Neto, PMDB (do vice-prefeito, Bruno Reis) e PSDB assinam embaixo da declaração de Aleluia. Em entrevista à Tribuna, o deputado federal Lúcio Vieira Lima não fez cerimônia. “A candidatura de Neto realmente é certeza absoluta. Estamos recebendo as lideranças do interior já há um tempo e conversando sobre isso, estamos nos articulando. Pesquisas que recebi inicialmente em municípios de diversas regiões mostram liderança de Neto em todas as cidades. O ânimo é muito. Na região da Chapada Diamantina, por exemplo, onde o senador Otto Alencar (PSD) tem muitas lideranças, Neto está mais forte e sai na frente. Rui está atrás de Neto nas pesquisas”, disse Lúcio. O peemedebista não quis dar palpite sobre a composição da possível chapa de ACM Neto, inclusive sobre a possibilidade de o PMDB indicar o candidato a vice. “É muito cedo para discutir composição de chapa. Importante neste momento é um candidato forte para encabeçar a chapa, e isso nós temos com tranquilidade”, afirmou Lúcio Vieira Lima. Também em entrevista à Tribuna, o presidente do PSDB na Bahia, deputado federal João Gualberto, ratificou as palavras dos líderes do DEM e do PMDB, e aproveitou para dizer que o apoio dos tucanos a ACM Neto passa pela composição de uma chapa nacional, que, segundo ele, terá um candidato do PSDB à Presidência da República com apoio do DEM. “Certeza absoluta, só quem pode dar de fato é o prefeito ACM Neto. Mas nós do PSDB temos certeza de que ele vai aceitar nosso pedido e o pedido do povo da Bahia. Neto sempre foi o candidato do PSDB. O DEM é nosso parceiro, e inclusive vai apoiar nosso candidato à Presidência em 2018”, afirma Gualberto. ACM Neto não se pronunciou em público sobre a pesquisa nem sobre a declaração do deputado Aleluia sobre a certeza de sua candidatura.

Fonte: Tribuna da Bahia

Foto: Divulgação

Por Bahia Notícias,

A prefeitura de Jequié usou o episódio das mochilas para a rede municipal de ensino em homenagem pelo Dia das Mães. Uma publicação feita neste sábado (13) na página da Secretaria Municipal de Educação brincou com o caso, que viralizou na internet. "Parabéns a você que é mãe e carrega consigo a grandeza de sentimentos maiores do que a nossa mochila", diz o texto que compõe a homenagem. Essa publicação, no entanto, não ganhou a mesma proporção do que as fotos de divulgação dos estudantes com o kit escolar da prefeitura. Na última segunda-feira (5), as mochilas viraram motivo de piada; as fotos das crianças menores utilizando o acessório foram compartilhadas em diferentes grupos no Facebook e viraram memes.
 

Páginas