Foto: Fernando Duarte / Bahia Notícias

por Fernando Duarte / Guilherme Ferreira,

O governador Rui Costa espera que a economia volte a crescer no próximo ano para permitir um reajuste salarial para os servidores do estado. Este ano, o governo não concedeu reajuste e é possível que a situação se repita em 2017. "Se a economia não melhorar, não tenho como dar aumento aos servidores em 2017", afirmou Rui durante entrevista coletiva nesta terça-feira (20). O último reajuste para a categoria aconteceu em abril de 2015 (veja mais). Durante a entrevista, o governador também sugeriu um "pacto de governança" com o objetivo de pacificar a situação política recuperar a economia no Brasil. "Enquanto não pacificar a crise política e institucional, o país não voltará a crescer. Economia vive de expectativas e não tem lugar no mundo em que a economia tem crescido com crise. Na ditadura o país cresceu, mas tinha estabilidade política, mesmo que na ditadura. Com instabilidade, ou de guerra ou de crise política, não tem país no mundo que consiga crescer sua economia", avaliou.
 

Foto: Divulgação/ Laserchip

As empresas baianas criadas em 2017 terão que obrigatoriamente emitir a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e). A medida integra nova fase do cronograma de implantação da modalidade que começa a vigorar a partir de janeiro. Apenas as novas microempresas ficam excluídas da obrigatoriedade, pois só passam a ter que emitir a NFC-e a partir de 2020. Todos os estabelecimentos que já emitiram pelo menos uma NFC-e também passam a ter que aderir à nota eletrônica a partir de janeiro. Os 5.887 estabelecimentos de todos os portes inscritos na NFC-e no Estado já emitiram 66,3 milhões de notas ate agora. “Estamos trilhando o caminho da simplificação, o que trará benefícios tanto para o contribuinte quanto para o consumidor final”, afirma o secretário estadual da Fazenda, Manoel Vitório. Entre os contribuintes que já emitem a NFC-e na Bahia estão várias grandes empresas e postos de combustível. A inscrição pode ser feita pelo site www.sefaz.ba.gov.br, clicando na “Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica” e na sequência, “Como se tornar emissor de NFC-e”. As empresas que estão fora do calendário de obrigatoriedade já podem aderir espontaneamente à NFC-e. Entre as vantagens da emissão da NFC-e está a redução de custos com a substituição do Emissor de Cupom Fiscal (ECF), que chega a custar R$ 2 mil a unidade, por um software que permite o uso de impressora não fiscal. A modalidade oferece também a possibilidade de transmissão em tempo real ou on-line das notas; de importação do arquivo da nota no sistema de escrituração fisco-contábil, o que elimina erros de digitação; e a redução dos gastos com papel.
 

Foto: Divulgação

O evento acontecerá neste domingo, dia 17 de dezembro, a partir das 21 horas, em Itaquarai. A noite será comandada ao som de Robério Rocha e do Cigano Cantador, Iago Santana. O ingresso custa R$ 10,00 e serão vendidos na bilheteria do evento. Para maiores informações, entre em contato através do telefone; (77) 9.9997-6543.

Foto: reprodução

A estação mais aguardada e movimentada do ano contará com um importante apoio na Bahia. Nesta quarta-feira (14), o governador Rui Costa lançou a Operação Verão 2016/2017, com o objetivo de intensificar o policiamento ostensivo nos principais pontos turísticos do Estado, no período em que é registrado maior crescimento no fluxo de turistas e a realização de grandes eventos artísticos e culturais nas cidades. Realizado no Jardim dos Namorados, em Salvador, o lançamento contou também com a presença do secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, e do comandante-geral da PM, coronel Anselmo Brandão. Rui Costa destacou que este é um momento muito especial. “A Operação Verão tem um significado muito importante, porque iremos garantir tranqüilidade para os baianos e também para os turistas que vêm desfrutar da imensa diversidade de atrações que o nosso Estado oferece nesse período, e para isso não medimos esforço no sentido de intensificar a segurança pública através de um patrulhamento mais ostensivo”, afirmou o governador. Salvador e mais de 25 localidades turísticas baianas, a exemplo de Porto Seguro, Itacaré, Mangue Seco, Lençóis, e Conde, contarão com um efetivo de 22 mil policiais e 870 bombeiros militares. Está previsto um investimento de R$ 2,6 milhões para a cobertura das despesas com o efetivo da Polícia Militar que será deslocado para as ações especiais de segurança, além de mais R$ 472 mil destinado ao Corpo de Bombeiros. A ação prevê a intensificação do policiamento não apenas nas praias e pontos turísticos, mas nos demais bairros da capital, bem como nas rodovias estaduais. As ações do programa são planejadas para reforçar a segurança pública em todo o Estado, com especial atenção às localidades que se encontram ao longo dos 1.183 quilômetros de litoral baiano. A meta é estender a Operação Verão até depois do Carnaval e dar suporte também às festas de final de ano, aos grandes eventos e ao calendário de festas populares da Bahia que se concentram no verão. Rui Costa aproveitou a ocasião para entregar 852 viaturas para a polícia Civil, Militar, Técnica e ao Corpo de Bombeiros Militar da Bahia. Deste total, 480 serão destinadas à PM. O Governo do Estado investiu R$ 43,5 milhões na frota, que irá reforçar o patrulhamento em grande parte do Estado.

Foto: Divulgação

Durante o lançamento da Operação Verão, na quarta-feira (14), o governador Rui Costa anunciou a realização em 2017 de concurso público para oficiais e soldados da Polícia Militar (PM) e do Corpo Bombeiros Militar. Nesta quinta-feira (15), será publicada no Diário Oficial do Estado a resolução do Conselho de Política de Recursos Humanos (Cope), autorizando a abertura de licitação para contratação da empresa responsável pela realização da seleção. O novo concurso vai oferecer 2 mil vagas para soldados e 60 vagas para oficiais da PM. Outras 20 vagas serão destinadas a oficiais médicos e 10 para oficiais odontólogos. No caso do Corpo de Bombeiros, serão ofertadas 750 vagas para soldados e 30 para oficiais. “Nossa meta é que, em 2018, já teremos esses novos concursados reforçando o trabalho da PM e dos bombeiros”, disse o governador. Ao todo, serão 2.870 novos policiais para reforçar a segurança pública na capital e no interior do Estado a partir de 2018.

Páginas