Caminhões-pipa que abastecem Rio do Antônio e Guajeru podem interromper atividades nos próximos dias

Caminhões-pipa que abastecem Rio do Antônio e Guajeru podem interromper atividades nos próximos dias
Foto: Aloíso Costa / Informe Cidade

A falta de combustível nos postos de gasolina de toda região pode levar à interrupção os serviços de abastecimento de água que tem sido feito pelos caminhões-pipa nas cidades de Rio do Antônio e Guajeru. Os caminhões são abastecidos diariamente em Caculé para suprir as necessidades hídricas dos municípios acima, bem como dos distritos de Ibitira e Umbaúba. Sem abastecimento os motoristas dizem que só poderão manter as viagens por pelo menos mais dois ou três dias. Como é o caso do Sr. Aurindo Oliveira, da cidade de Rio do Antônio, que faz em média três viagens por dia. “Nesse caminhão aqui que só dá pra rodar até amanhã. Se essa greve ai não acabar a gente não vai ter como vim”. Segundo Sr. Aurindo, alguns motoristas já não estão rodando mais por falta de combustível. Segundo a EMBASA, são cerca de 30 caminhões rodando diariamente nos trechos de Rio do Antônio, Ibitira, Umbaúba e Guajeru. Caso a greve não acabe o fornecimento de água a essas localidades ficará comprometido.

O Gerente do Escritório Local da Embasa em Caculé, Marcondes Guimarães, alerta os moradores dos municípios para que economizem água. Segundo ele a continuidade da greve comprometerá todos os serviços da Embasa que depende de produtos vindos de fora para fazer o tratamento da água. “Os caminhões não estão conseguindo passar com produtos químicos para fazer o tratamento da água e o estoque desses produtos já está bem baixo. Pelo menos em Caculé ainda não há motivo de pânico, apenas que seja feita economia de água até que a greve termine”, ressalta.

Fonte: Informe Cidade