Delegado da PF detalha operação que aconteceu em Brumado; oftalmologista é preso

Delegado da PF detalha operação que aconteceu em Brumado; oftalmologista é preso

Após operação da Polícia Federal que ocorreu em Brumado e Guanambi, o delegado Jorge Vinicius Gobira Nunes consedeu entrevista coletiva para trazer mais detalhes sobre a operação Lanzarote. O delegado informou que foram cumpridos madados de busca em Brumado e Guanambi. Ainda segundo ele um oftalmologista que é socio das clinicas foi preso. Segundo a PF, a operação visa à repressão de fraudes relacionadas com a gestão do Projeto Glaucoma, instituído pelo Governo Federal. O programa, consiste no cadastramento e contratação de instituições de saúde para o tratamento oftalmológico de pacientes com glaucoma, com o atendimento clínico e o fornecimento contínuo de medicação (colírios). O Fundo de Ações Estratégicas e Compensação, do Ministério da Saúde (FAEC) é que financia o programa. De acordo com as investigações, a PF descobriu que o IOBA foi responsável pela implementação do Projeto Glaucoma em Guanambi e Brumado, onde realizava mutirões de grandes dimensões em diferentes locais improvisados, como salões paroquiais, câmaras de vereadores, além de clubes, centros comunitários, ginásios e teatros. Por conta disso, a clínica investigada recebeu valores do Ministério da Saúde superiores a sua capacidade física para atendimentos.