Inep diz avaliar alternativas ‘seguras’ para impressão de provas do Enem

Inep diz avaliar alternativas ‘seguras’ para impressão de provas do Enem
Foto: reprodução

Por Folhapress,

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) informou nesta terça-feira (2) que avalia alternativas consideradas seguras para substituir a gráfica que imprime o Enem. A empresa RR Donnelley anunciou falência no domingo. O órgão, ligado ao MEC (Ministério da Educação), ressalta que o cronograma está mantido. As inscrições ocorrem entre 6 e 7 de maio e as provas, em 3 e 10 de novembro. A falência da gráfica que imprime o Enem desde 2009 provocou insegurança com relação à realização da prova, uma operação que envolve complexidade de segurança e de logística. O cronograma prevê que a impressão das provas seja realizada até maio. No ano passado, foram impressas 11 milhões de provas. O anúncio surge em meio a uma crise que envolve demissões e disputas dentro da pasta comandada pelo ministro Ricardo Vélez Rodriguez. O Inep segue sem presidente desde semana passada, quando Marcus Vinicius Rodrigues foi demitido após polêmica com a avaliação de alfabetização. O diretor da avaliação da Educação Básica do órgão, Paulo Teixeira, se desligou em solidariedade ao demitido. Essa é a diretoria que cuida do Enem.