PF deflagra operação contra ‘Projeto Glaucoma’ em Brumado

PF deflagra operação contra ‘Projeto Glaucoma’ em Brumado
Foto: reprodução

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (27), uma operação batizada de “Lanzarote”, que apura fraudes relacionadas com a gestão do Projeto Glaucoma, em Brumado, Guanambi e outros municípios da região sudoeste. A força-tarefa cumpre cinco mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva contra o sócio-administrador do Instituto Oftalmológico da Bahia (Ioba), Além de Brumado e Guanmbi, as prisões acontecem também em Aracaju e Itabaiana, em Sergipe. Financiado pelo Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (Faec), do Ministério da Saúde, o Projeto Glaucoma foi lançado pelo governo federal com a contratação de instituições de saúde para o tratamento oftalmológico de pacientes com glaucoma. De acordo com a PF, foi constatado que o sócio-administrador do Ioba exigia de seus subordinados (médicos, enfermeiras e técnicos) que multiplicassem a quantidade de pacientes atendidos no projeto e que fossem ministrados aos pacientes os colírios da linha 3, em lugar dos colírios das linhas 1 e 2, que são mais baratos. A clínica, no período de 2013 até maio de 2017, recebeu a quantia total de R$ 9.418.632,99. Outra fraude detectada pela justiça, era a ocorrência de inúmeros casos de falsos diagnósticos de glaucoma, inclusive com a prescrição e utilização de colírios por pacientes, sem necessidade, por períodos de até dois anos. O nome da operação é uma referência à ilha aonde viveu o famoso escritor português José de Sousa Saramago, autor do premiado livro “Ensaio sobre a Cegueira”. Com informações do 97 news.