PRF inicia 'Operação São João 2018' com mais de 500 policias nas rodovias da Bahia

PRF inicia 'Operação São João 2018' com mais de 500 policias nas rodovias da Bahia
Foto: Divulgação

Entre 0h desta quinta-feira (21) e 23h59 da próxima segunda-feira (25), a Polícia Rodoviária Federal (PRF), na Bahia, realiza a 'Operação São João 2018', quando intensifica a fiscalização nas rodovias que cortam o estado. O objetivo principal é impedir que a elevação do fluxo de veículos possa contribuir para ocorrências de acidentes graves, além de implementar as ações de policiamento para repressão à criminalidade. No período junino, a Superintendência Regional da Bahia (SRPRF/BA) receberá o incremento de 30 policiais lotados em outras regionais onde o São João não afeta de maneira tão significativa o trânsito quanto na Bahia. Serão PRFs de Acre, Amazonas, Amapá, Distrito Federal, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e São Paulo. Eles trabalharão integrados aos 495 policiais da Bahia, em escala de revezamento, envolvidos na Operação. De acordo com o órgão, o excesso de velocidade é a infração de trânsito mais cometida nas rodovias federias do estado. Sendo assim,  a PRF operará com 11 radares medidores de velocidade portáteis, dispostos ao longo dos pontos com maior probabilidade de ocorrerem acidentes. Além dos equipamentos portáteis, estarão em operação os radares fixos ao longo das BRs 324 e 116. Outro foco da operação é o combate à condução sob efeito de álcool e para isso a fiscalização também será intensificada. Serão 101 equipamentos distribuídos nas viaturas e nas Unidades Operacionais, permitindo ao policial efetuar o teste em qualquer abordagem ao longo dos trechos fiscalizados. Serão empregados ainda equipes de policiamento especializado do Núcleo de Operações Especiais (NOE), dos Grupos de Patrulhamento Tático (GPT) e do Grupo de Motociclistas da Regional (GMR). Essas equipes atuarão de acordo com as suas especificidades, realizando, além da fiscalização de trânsito, o enfrentamento à criminalidade. No caso do GMR, atuarão na fiscalização específica de veículos de duas rodas, tornando-a mais eficiente e segura.