Foto:Carla de Souza / AFP / reprodução

Por Cruzeiro do Sul, 

Não faltou apoio das arquibancadas, nem empenho nos mais de 90 minutos de bola rolando, mas o Flamengo não conseguiu reverter a vantagem imposta pelo Independiente na final da Copa Sul-Americana. O empate em 1 a 1, na noite desta quarta-feira (13), no Maracanã lotado de rubro-negros, garantiu o título do torneio continental aos argentinos. Ao ser derrotado por 2 a 1 na partida de ida, quarta-feira passada, na casa do adversário, os rubro-negros precisavam de uma vitória por dois gols de diferença para ficar com a taça e não depender das penalidades -não havia a vantagem do gol qualificado para o visitante. Não deu. No placar agregado (3 a 2), o Independiente deixou o Rio de Janeiro como campeão. Maior campeão da história da Copa Libertadores, com sete taças, o clube de Avellaneda conquista a Sul-Americana pela segunda vez -o primeiro título veio em 2010. Já o Flamengo mantém o jejum de troféus continentais, que perdura desde a campanha vitoriosa na Copa Mercosul de 1999. Os gols saíram da partida saíram no primeiro tempo. Lucas Paquetá abriu o placar para Fla. Antes do intervalo, o meia Barco, cobrando pênalti, empatou. As confusões e a tensão do lado de fora do Maracanã deram lugar ao apoio incondicional dos rubro-negros nas arquibancadas. A torcida do Flamengo proporcionou um belo espetáculo de apoio ao time. Contrariando os avisos mostrados nos telões do estádio, houve também o uso de sinalizadores, o que é proibido, mas a partida não precisou ser interrompida por conta da fumaça. No segundo tempo, outra ocorrência: o Independiente reclamou de objetos arremessados na direção do banco de reservas. Na plateia, algumas presenças ilustres, como o ex-tenista Gustavo Kuerten. O reconhecimento da equipe ao papel da torcida foi simbolizado na reverência de Lucas Paquetá na comemoração do gol. Dos 12 aos 25 minutos do primeiro tempo, Flamengo e Independiente criaram boas oportunidades para abrir o marcador, com vantagem para os brasileiros. Começou com Everton, que ficou cara a cara com Campaña, mas chutou em cima do goleiro, e terminou com Diego, que procurou espaço dentro da área e chutou forte, mas Amorebieta rebateu antes de a bola chegar até a meta argentina. O Flamengo abriu o placar aos 29 minutos da primeira etapa. Diego cobrou falta na área. Juan desviou de cabeça para a segunda trave, Réver se esticou (e se machucou) para colocar a bola na pequena área, a zaga do Independiente cortou erado e Lucas Paquetá, quase em cima da linha, empurrou para o gol. Com o placar agregado em 2 a 2, a decisão do título da Sul-Americana esta indo para a disputa por pênaltis.  Ezequiel Barco, 18 anos e 1,67 metro de altura, se agigantou diante da pressão da torcida e do lance decisivo que tinha em seus pés no Maracanã. Em contra-ataque armado pelo Independiente, Meza ganhou na corrida de Cuéllar e foi derrubado na área. O árbitro colombiano Wilmar Roldan assinalou a penalidade -confirmada após consulta aos árbitros de vídeo. Aos 39 minutos, Barco cobrou com categoria, deslocando César, e empatou a final, devolvendo a vantagem aos argentinos. Precisando de dois gols para ser campeão, o técnico Reinaldo Rueda lançou o time ao ataque. Aos 10 minutos do segundo tempo, sacou o lateral-esquerdo Trauco e colocou o atacante Vinicius Júnior em campo. Xodó da torcida, o garoto de 17 anos criou uma oportunidade em seu primeiro lance, mas arrematou para fora. Aos 17, a chance veio de cabeça, mas ele errou o alvo. Depois, foi a vez de o meia Éverton Ribeiro preencher a vaga deixada pelo volante Trauco. Mas o Flamengo, mesmo armado para atacar, deixou o desespero prevalecer e não conseguiu se organizar em campo. Aos 38 anos, Juan segue com vitalidade de garoto. Com a defesa exposta após a primeira substituição promovida por Rueda, o Independiente achou espaço para contra-atacar e quase complicou ainda mais a situação rubro-negra aos 13 minutos. De frente para César, o atacante Gigliotti esperou a saída do goleiro e mandou de cavadinha para o gol. O experiente zagueiro não desistiu do lance e, em cima da linha, tirou para escanteio. A tensão rubro-negra aumentou quando o goleiro César, ao sair da meta para interceptar um cruzamento, bateu a cabeça no chão e apagou por alguns segundos. Os jogadores pediram urgência no atendimento médico. Ele, no entanto, seguiu no jogo e ainda fez excelente defesa em cabeçada de Gigliotti à queima-roupa. 

Foto: Divulgação

O Flamengo e o Independiente, da Argentina, decidem nesta quarta-feira (13) a Copa Sul-Americana, às 21h45 (de Brasília), no Maracanã. A partida será transmitida ao vivo por canais de televisão aberta e fechada. Como perdeu o primeiro jogo por 2x1 em Buenos Aires, o rubro-negro carioca precisa de uma vitória por dois gols de diferença para levar o título no tempo normal. Uma vitória pelo placar mínimo leva o duelo para a prorrogação. Caso persista a igualdade, o troféu será decidido nos pênaltis. Os mais de 60 mil ingressos para a decisão foram esgotados.

Foto: reprodução

Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada pela diretoria colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O serviço já era regulamentado em alguns estados, como São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e Distrito Federal. Com a decisão, que será publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias, ela será estendida às demais unidades da federação. A resolução também estabelece exigências para estabelecimentos de saúde que vão oferecer o serviço. Esses devem estar inscritos no Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde (CNES), disponibilizar o calendário nacional de vacinação e os tipos de medicamentos disponíveis aos clientes. Em cada local é obrigatória a designação de um responsável técnico e a contratação de profissionais habilitados para aplicar vacinas, com a realização de capacitações constantes. As instalações precisam ser adequadas e seguir parâmetros estabelecidos nas normas do setor, como ambiente refrigerado para armazenar as vacinas e cuidados no transporte dos materiais para não prejudicar a qualidade. As regras aprovadas pela Anvisa também preveem obrigatoriedade de registro das informações nos cartões de vacinação e de erros ou problemas no sistema da agência e liberdade para emitir Certificados Internacionais de Vacinação.

Foto: Divulgação

A Malharia Todo Estilo é uma das maiores empresas do seguimento, ganhando espaço no mercado, com uma equipe de funcionários experientes e bem qualificados  - buscando qualidade para uma entrega rápida e com preços incríveis. A empresa fica localizada na Rua Visconde de Ouro Preto, 36, Bairro das Flores. Para maiores informações, entre em contato através dos telefones: 77 9.9981-6404 / 9.9984-0068.

Foto: reprodução

Recepcionado pelo promoter Beto Bonelly, o comandante da 34ª CIPM, major Adriano Souza Dias, esteve, acompanhado do capitão Valmari Jr., visitando a estrutura do Parque de Exposições Gilson Brito. O motivo da visita foi inspecionar a estrutura e elaborar o planejamento e a logística para a segurança do evento, que será feito pela Polícia Militar e também por seguranças particulares. Mostrando um grande conhecimento técnico, o major Adriano fez questão de avaliar de forma criteriosa o espaço para uma colocação estratégica das torres que abrigarão os policiais militares.  O promoter Beto Bonelly, que vem defendendo com muita intensidade a otimização da segurança em todos os eventos feitos pela sua grife, ficou muito satisfeito com a visita do major às instalações. "O major Adriano mostrou uma contextualização e uma receptividade muito positivas às nossas solicitações, o que nos deixou ainda mais otimistas quanto à segurança do evento", relatou o promoter. Segundo as informações passadas pelo major Adriano, a próxima etapa será a conclusão do mapeamento da área e também de outros setores importantes como garantir a tranquilidade para o grande público que irá comparecer ao evento.

Páginas