Foto: Divulgação | PRF

Pelo menos nove pessoas morreram e outras 18 ficaram feridas em um acidente na madrugada desta segunda-feira (19), na BR-251, em Salinas, no Norte de Minas Gerais, segundo informou a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O ônibus saiu da pista e tombou na estrada. O veículo seguia de São Paulo com destino a Euclides da Cunha, na Bahia. Imagens do local do acidente mostram o ônibus tombado ao lado da pista. Entre os mortos está um bebê de dois meses. Equipes de policiais militares, perícia da Polícia Civil, agentes da PRF, militares do Corpo de Bombeiros e socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram enviadas ao local para resgatar as vítimas. A PRF não informou a identidade das vítimas nem as causas do acidente. (Correio)

Tomaz Silva/Arquivo/Agência Brasil

*Com informações da Rádio ONU

Um em cada seis idosos é vítima de algum tipo de violência em todo o mundo, mostra relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) publicado na revista Lancet Global Health. O alerta foi feito para marcar o Dia Mundial da Conscientização da Violência à Pessoa Idosa, lembrado hoje (15). Segundo o estudo, 16% das pessoas com mais de 60 anos sofreram algum tipo de abuso. Entre os casos, estão negligência e violência psicológica, física e sexual. Os dados foram coletados de 52 estudos realizados em 28 países e indicam que a violência contra idosos está aumentando. Segundo a OMS, "para os 141 milhões de pessoas idosas no mundo que sofrem com o problema, isso tem um custo individual e coletivo sério". A organização estima que, em 2050, o número de idosos vai dobrar, chegando a 2 milhões. A grande maioria estará vivendo em países de baixa e média rendas. Se a proporção de vítimas continuar como atualmente, o número de idosos afetados por abusos ou violência pode alcançar 320 milhões até lá, de acordo com o relatório. A especialista independente da ONU sobre Direitos Humanos, Rosa Kornfeld-Matte, afirmou que "muitos idosos correm o risco de sofrerem abusos por seus próprios familiares". Segundo Kornfeld-Matte, a maioria dos casos de acontece de forma discreta e passa despercebida. Ela pediu mais vigilância e mais relatos de casos suspeitos. A representante da ONU afirmou que "as pessoas não devem fechar os olhos para o destino dos idosos, mesmo quando seja difícil aceitar que a própria família não seja sempre um porto seguro". Rosa Kornfeld-Matte pediu a todos que suspeitem de qualquer forma de violência a idosos, incluindo financeira, que denunciem o caso.

Foto: reprodução

Hoje (16) é o último dia para a renovação de contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referentes ao primeiro semestre de 2017. Também termina hoje o prazo para fazer a transferência integral de curso ou de instituição de ensino, bem como solicitar a dilatação do prazo de utilização do financiamento. A renovação do Fies é feita a cada seis meses, e o pedido de aditamento é feito inicialmente pelas faculdades. Em seguida, os estudantes devem validar as informações inseridas pelas instituições no Sistema Informatizado do Fies (SisFies). No caso de aditamento não simplificado, quando há alteração nas cláusulas do contrato, como mudança de fiador, por exemplo, o estudante deve levar a documentação comprobatória ao banco para finalizar a renovação. Já nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada apenas com a validação do estudante no sistema. O financiamento é destinado a alunos matriculados em instituições privadas de ensino superior. Segundo o Ministério da Educação, atualmente, mais de 2 milhões de jovens e adultos que não têm condições de pagar a faculdade são beneficiados pelo programa, que oferece uma taxa de juros efetiva de 6,5% ao ano.

Foto: Divulgação

Um relatório apontou práticas abusivas contra trabalhadores que estão atuando na construção da infraestrutura da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Divulgado nesta quarta-feira pela Humans Rights Watch (HRW), entidade internacional de pesquisas sobre direitos humanos, o relatório foi realizado após o órgão ter visitado sete dos 12 estádios entre 2016 e 2017. De acordo com o documento, os trabalhadores foram encontrados em um cenário de exploração, com o não pagamento de salários e atrasos que variam entre três a quatro meses. Os sindicatos que acompanham a construção dos estádios afirmaram que a obra "para a Copa do Mundo na Rússia se tornou uma terra sem lei para a mão de obra envolvida nos estádios". A  secretária geral da Confederação Internacional da União dos Trabalhadores, Sharan Burrow, afirmou que as obras realizadas no Qatar, que sediará o torneio em 2022, também apresenta problemas parecidos. "A Fifa fez um acordo para que houvesse uma fiscalização das condições de trabalho, mas isso não está acontecendo. Pelo menos não da forma que seria correta", afirma Albert Emilio Yuson, secretário geral do Sindicato Internacional dos Trabalhadores de Construção e Made.

Foto: reprodução

Termina hoje (13) o prazo para os candidatos aprovados na segunda edição de 2017 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) fazerem a matrícula nas instituições de ensino. A lista dos aprovados está disponível no site do programa. Para acessar a página eletrônica do Sisu é necessário ter o número de inscrição e a senha do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016. O candidato deve verificar, na instituição para a qual foi selecionado, o local, horário e procedimentos de matrícula. A inscrição para a lista de espera está disponível até domingo (19), e a convocação será feita pelas instituições a partir do próximo dia 26. Podem participar da lista os candidatos não selecionados em nenhuma das opções na chamada regular e aqueles selecionados na segunda opção, independentemente de terem feito a matrícula. De acordo com Ministério da Educação, a participação na lista de espera está restrita à primeira opção de vaga do candidato. Os estudantes que queiram fazer transferência de curso precisam buscar informações diretamente nas universidades, uma vez que a regulamentação para esse tipo de procedimento é feita pelas próprias instituições. O Sisu oferece vagas no ensino superior público com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nesta edição foram ofertadas 51.913 vagas em 1.462 cursos de 63 instituições de ensino, entre universidades federais e estaduais, institutos federais e instituições estaduais.

Páginas