Foto: Divulgação

A professora Juliana Barretto convida à toda família brumadense para prestigiar a primeira apresentação de ballet inclusivo da cidade. A casa de brinquedo, uma releitura do álbum de Toquinho. O evento acontece no dia 20 de dezembro às 19:30 na Praça da Prefeitura. Venha e traga td sua família.

Foto: reprodução

O professor Josemar Tônico, de 40 anos, morreu na noite de sábado (3), após um acidente de carro no quilômetro 58 da BR-415, próximo a Itabuna, Sul Baiano. Ele estava no carro da Universidade Estadual Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), instituição onde trabalhava como professor de educação à distância. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, quem dirigia o veículo era um motorista da Universidade. O automóvel em que o professor estava, modelo Eco Sport, bateu de frente com um Fiat Uno. Ainda não há detalhes do que teria provocado a tragédia. No momento do fato ele tinha saído de Brumado onde tem um polo da universidade e seguia para Ilhéus, onde morava. O motorista do carro que o professor seguia, de 52 anos, teve ferimentos graves, mas passa bem segundo informações da reitora da instituição, Adélia Pinheiro. Ela também falou sobre a atuação de Josemar na universidade. “Era um rapaz jovem que era um dos tutores [professor] do curso de Letras. Ele seguia no carro da universidade pois voltava de uma viagem de trabalho quando ocorreu o acidente. Ele dava aula no curso à distância, mas algumas atividades são presenciais que ocorrem habitualmente aos sábados e ele precisava viajar”, disse. Adélia informou ainda que a universidade, assim que foi informada da situação, adotou todas as medidas de apoio aos familiares do professor e assistência à vítima hospitalizada. O motorista do outro veículo que bateu de frente com o carro que Josemar estava, também ficou ferido. Não há detalhes do estado de saúde dele. O sepultamento do professor está previsto para segunda-feira (5), às 9 horas, em Ilhéus. Informações do G1.

Foto: Divulgação

A LaMia será investigada pelo governo boliviano. O anúncio foi feito neste domingo (4) pelo ministro de Obras Públicas do país, Milton Claros. A empresa é responsável pelo avião que caiu na Colômbia com jogadores e comissão técnica da Chapecoense, jornalistas e convidades, na última terça-feira (29). Uma investigação ainda deverá ser iniciada, com prazo de dez dias, para determinar o contexto em que a Direção Gerla de Aeronáutica Civil (DGAC) do país autorizou a empresa a fazer tráfego aéreo. De acordo com o jornal El Deber, da Bolívia, foram encontradas evidências de possíveis violações de direitos, quebra de controle interno, uso indevido de influência e omissão. Também há suspeita de conflito de interesses e tráfico de influência, diante das relações diretas entre um servidor da DGAC e um gerente da empresa. O diretor de registro do setor, Gustavo Steven Vargas, seria filho de Gustavo Vargas, diretor geral da LaMia e ex-piloto do grupo aéreo da presidência.
 

Foto: Fabio Tito / G1

Após declaração o Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE) de que houve vazamento nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) afirma que o exame "foi realizado com segurança para mais de 5,8 milhões de estudantes nos dias 5 e 6 de novembro de 2016". De acordo com o órgão, o Enem não será cancelado e a punição se restringirá aos envolvidos nos casos de tentativa de fraude. Em nota, o Inep, autarquia do Ministério da Educação (MEC) responsável pela aplicação do Enem, diz que a investigação da Polícia Federal ainda está em curso e em caráter sigiloso. "Ao contrário do que informou o procurador Oscar Costa Filho, do Ministério Público do Ceará, o inquérito não foi concluído", diz, segundo a Agência Brasil. Segundo o Inep, os casos de tentativa de fraude identificados estão sob investigação e delimitarão a responsabilidade dos envolvidos. "Não há indicio de vazamento de gabarito oficial. Como é de conhecimento público, a Polícia Federal já efetuou prisões de envolvidos na tentativa de fraude e o Inep já os excluiu do exame". Nesta quinta-feira (1º), o MPF divulgou nota na qual diz que as provas do primeiro e do segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), além da prova da redação, vazaram para pelo menos dois candidatos antes do início do teste 

Foto: Reprodução / EPTV

Um homem foi preso nesta quarta-feira (30) por ser flagrado dirigindo embriagado e sem a carteira de habilitação, em Poços de Caldas (MG). O homem de 49 anos relatou ter deficiência visual, com apenas 8% da visão em um olho e 4% no outro. "O etilômetro constatou que ele estava com 0,90 miligramas de álcool", contou Breno Nazar Ferreira, policial rodoviário federal, ao G1. De acordo com a PRF, o homem foi detido após entrar em uma moto em alta velocidade na área de segurança do posto da PRF, na BR-146. Ele teria dito que viajava de Campinas (SP) para Alfenas (MG), mas decidiu parar para pedir informações. O suspeito foi levado para a delegacia de Poços de Caldas e autuado por dirigir embriagado e direção perigosa. Após pagar fiança, o homem foi liberado. A moto foi apreendida. As informações são do Bahia notícias.
 

Páginas