Foto: Reprodução / JF

Por Bahia Notícias,

O ex-ministro Geddel Vieira Lima chorou após ouvir do juiz Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal, que irá permanecer encarcerado por tempo indeterminado. Vallisney afirmou que irá analisar o pedido de soltura na próxima semana. Os advogados solicitaram a prisão domiciliar e o uso de tornozeleira eletrônica por Geddel. "Se a vossa excelência quiser colocá-lo em prisão domiciliar sem celular assim como já foi feito, pode ser feito desde agora", argumentou o advogado Gamill Föppel. De acordo com o juiz Vallisney, é necessário periciar o telefone de Geddel e ouvir a esposa do doleiro Lúcio Bolonha Funaro, Raquel Funaro, que teria trocado mensagens com Geddel. A defesa de Geddel também questionou por qual motivo a Justiça Federal não teria ouvido Raquel Funaro antes, tendo em vista o importante papel da ligação para a prisão do ex-ministro. "A defesa impugna nesse momento que somente agora se resolva ouvir a senhora Raquel [a esposa de Funaro]. Fato que, inclusive, será objeto de impugnação", contestou Föppel. Valisnney afirmou que, para tomar uma decisão se poderá soltar ou não Geddel, teria que analisar o depoimento de Raquel Funaro e por isso determinou os três dias para perícia da Polícia Federal e mais um dia para o posicionamento do Ministério Público. O ex-ministro foi preso na última segunda (3) acusado de obstrução de justiça. 

Foto: Divulgação

A Cadelinha da raça Poodle, de cor branca e que atende pelo nome de Paquita desapareceu no Centro da cidade de Brumado e a família está a procura e oferece gratificação para quem encontrou ou encontrar. As informações sobre o animal devem ser passadas através do telefone; (77) 9.9966-0606 ou no Bar do Peixe - localizado na Praça da Prefeitura.

 

 

Foto: reprodução

O ex-ministro Geddel Vieira Lima começou nesta terça-feira (4) a se adaptar a um novo estilo de vida. No presídio da Papuda, em Brasília, ele divide a cela com outros nove detentos. Segundo a Folha de S. Paulo, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Distrito Federal informou que ele também teve o cabelo cortado, mas não ficou careca. A cela conta com quatro treliches e coloca à disposição dos presos chuveiro com água fria e um espaço para necessidades fisiológicas. Geddel divide a cela com presidiários que já concluíram o ensino superior e tem direito a duas horas de banho de sol. O ex-ministro foi preso por suspeita de atrapalhar as investigações da Operação Cui Bono, que apura um esquema de recebimento de propina na Caixa Econômica Federal. Com informações do Bahia Notícias. 

Quartzolar Argamassa e Rejuntes!
Foto: Divulgação

Após o frio intenso na Capital do Minério - alguns voluntários iniciaram campanhas solidárias nas redes sociais, com o intuíto de arrecadar cobertores e agasalhos para doarem aos moradores de rua. Algumas doações como; leite, pão, café e cobertores foram recebidas e os voluntários sairam as ruas á procura de pessoas necessitadas. Segundo os volintários a campanha não para, pois continuará e se estenderá também para outros bairros da cidade, onde exitem pessoas em situação de vulnerabilidade social. Os interessados em fazer doações podem entrar em contato com Kezinha através do telefone; (77) 9.9997-7390.

Páginas