O Banco do Brasil divulgou a lista das agências que serão fechadas na Bahia. Salvador é o município que terá mais perdas, três: as agências do Pelourinho, do Salvador Shopping e na Petrobras. Os demais a perder agências do BB são: Antas, Apora, Barreiras (Rio de Ondas), Biritinga, Boninal, Caem (Caem), Candeal (Candeal), Conceição da Feira (Conceição da Feira), Conceição do Almeida (Conceição do Almeida), Crisópolis (Crisopolis)Feira de Santana (Av. Getúlio Vargas, Ibititá (Ibititá), Iguai (Iguai), Itapitanga (Itapitanga), Juazeiro (Shopping Águas Center), Lauro de Freitas (Vilas do Atlântico), Lençóis (Lençóis), Luís Eduardo Magalhães (Mimoso do Oeste), Mata de São João (Costa do Sauípe), Olindina, Ribeira do Amparo, São Felipe, São Sebastião do Passé, Sátiro Dias, Serrolândia, Tanquinho, Teodoro Sampaio, Uibaí e Vitória da Conquista (Praça Barão Rio Branco). O BB decidiu neste domingo (20) encerrar a atividade de 402 agências bancárias e transformar outras 379 em postos de atendimento.

Foto: reprodução

O promotor estadual de Justiça de Canindé, Sergipe, Emerson Oliveira Andrade denunciou o secretário de Turismo do município, José Dimas dos Santos Roque, por conduta delituosa exposta devido à retirada de placas que informavam à população que a área, na qual o ator Domingos Montagner morreu no dia 15 de setembro após ser arrastado pela correnteza do Rio São Francisco (relembre aqui), não era adequada ao banho e que oferecia perigo em razão dos redemoinhos no local. Segundo o G1, Secretário de Turismo Dimas Roque informou que até o momento não havia sido intimado. Já assessoria do MP anunciou que só se pronunciará após conversar com o promotor Emerson Oliveira. Domingos faleceu aos 54 anos e estava na região para gravar as últimas cenas da novela "Velho Chico", da TV Globo, em que interpretava o personagem Santo.

Com a liberação de chamadas por vídeos para usuários do aplicativo WhatsApp, muito brasileiros foram vítimas de um golpe que solicita o fornecimento de informações em um link suspeito para liberação do recurso. Segundo a empresa de segurança ESET, uma das campanhas maliciosas atraiu 10 mil vítimas em apenas uma hora no Brasil. “Os cibercriminosos aproveitam lançamentos populares como esse para aplicar golpes que afetem o maior número de pessoas. Isso porque, na ânsia de acessar a nova funcionalidade, nem sempre os internautas checam a procedência do site e acabam fornecendo informações pessoais ou se inscrevendo em serviços não solicitados”, explica Camilo Di Jorge, presidente da ESET Brasil. Após o suposto cadastro, os usuários seriam obrigados a compartilhar o link com contatos e enviar um número de SMS. Porém o envio da mensagem de texto inscreve o usuário em um serviço pago não solicitado, descontado dos créditos de telefones pré-pagos ou debitados nas contas no caso de pós-pagos.

Páginas