Foto: reprodução

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) volta a se reunir hoje (6), com a expectativa de redução da taxa básica de juros, a Selic. A primeira parte da reunião, a última de 2017, foi realizada ontem (5) e nesta quarta-feira, por volta das 18h20, será divulgada a decisão da diretoria do BC. A taxa básica de juros poderá chegar ao menor nível da história. Com a inflação mais baixa, a expectativa de instituições financeiras é de que a taxa seja reduzida de 7,5% para 7% ao ano. Se a expectativa se confirmar, será o décimo corte seguido na taxa básica. Em outubro, o Copom reduziu, por unanimidade, a Selic em 0,75 ponto percentual, de 8,25% ao ano para 7,5% ao ano. Com essa redução, a taxa se igualou ao nível de maio de 2013. De outubro de 2012 a abril de 2013, a taxa foi mantida em 7,25% ao ano, o menor nível da história, e passou a ser reajustada gradualmente até alcançar 14,25% ao ano em julho de 2015, patamar mantido nos meses seguintes. Somente em outubro do ano passado, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia. A expectativa do mercado financeiro é de que a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), termine este ano em 3,03%, quase no piso da meta (3%). Essa meta tem como centro 4,5%. Para 2018, a previsão é de que a inflação fique um pouco maior, mas ainda abaixo do centro da meta, em 4,02%. A taxa básica de juros é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve de referência para as demais taxas de juros da economia.

Foto: Pedro ventura/Agência Brasília

A Petrobras anunciou na segunda-feira (4) o sexto aumento consecutivo no preço do gás de cozinha vendido em botijões de 13 quilos. Desta vez, a alta será de 8,9%, em média, valendo a partir desta terça-feira. Desde que a Petrobras iniciou o ciclo de alta, em agosto, o reajuste acumulado no preço do gás vendido em botijões de 13 quilos chega a 67,8%. De acordo com a empresa, se o repasse do reajuste desta segunda for integral, o preço do botijão nas revendas subirá 4%, ou R$ 2,53. Segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural ou Biocombustíveis), o preço médio do botijão na semana passada era R$ 65,64. "O reajuste foi causado principalmente pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais", disse a Petrobras em comunicado. Para o produto vendido em vasilhames maiores ou a granel, mais usado por consumidores comerciais ou industriais, houve reajuste de 5,3% na semana passada. Desde 2003, a estatal pratica dois preços para o gás liquefeito de petróleo (GLP, o gás de cozinha): um para os botijões menores e outro para grandes vasilhames. A diferença tinha como objetivo preservar os consumidores mais pobres, para os quais o botijão de gás tem grande peso no orçamento familiar. Em junho, a Petrobras instituiu nova política de preços para o produto, que considera as cotações internacionais, a taxa de câmbio e a margem de lucro. No caso do produto vendido para o mercado industrial, a conta inclui ainda o custo de importação. Um dos objetivos é eliminar os subsídios que vinham sendo concedidos ao botijão desde o início do primeiro governo Lula. De acordo com o Sindigás (Sindicato das Empresas Distribuidoras de GLP), o preço praticado pela estatal está hoje 1,3% abaixo das cotações internacionais. 

Autor: Folha de São Paulo

Foto: reprodução

Os médicos formados em instituições de educação superior brasileiras ou com diploma revalidado no país poderão se inscrever na nova etapa do programa Mais Médicos até às 18h desta terça-feira (5), por meio do Sistema de Gerenciamento de Programas (SGP) no site do Mais Médicos. O novo edital para o programa foi reaberto nesta segunda-feira (4) pelo Ministério da Saúde em razão de um erro na divulgação do prazo limite para a adesão dos profissionais que era 30 de novembro, mas constava como 1º de dezembro na divulgação do site do programa Mais Médicos. O profissional interessado em participar, inclusive aqueles cuja inscrição não foi finalizada no período inicial, poderão acessar o SGP e submeter-se à chamada pública, observando as regras estabelecidas no edital. Caso o profissional já esteja com a  inscrição validada poderá escolher até quatro cidades de preferência e concorrer às vagas, de acordo com critérios de classificação e demais normas do edital. A publicação do número de vagas e municípios está prevista para 8 de dezembro, junto à relação de profissionais com inscrição validada nesta primeira fase. Estes poderão indicar municípios de interesse entre os dias 11 e 12 de dezembro. Após o resultado da alocação, os médicos deverão confirmar o interesse nas vagas. A partir da segunda semana de janeiro de 2018 está prevista a apresentação dos profissionais nos municípios para homologação e início das atividades. Do total de médicos participantes do programa atualmente, 47,1% são profissionais da cooperação com a Organização Pan-America de Saúde (Opas), 45,6% brasileiros formados no Brasil ou no exterior e 4,16% são intercambistas estrangeiros. Cerca de 63 milhões de brasileiros recebem atendimento pelos profissionais do Mais Médicos.

Foto: reprodução

O mês de outubro registrou queda de mais de 107 mil linhas de telefonia fixa no país em comparação com o mês de setembro. Os dados foram divulgados hoje (4) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). No total, foram registradas menos 107.502 linhas, na comparação com o mês anterior. Com a redução, passa para 40.998.519 o número de  linhas de telefonia fixa em operação no país, sendo 17.165.290 para as autorizadas e 23.833.229 para as concessionárias. Os números da Anatel, mostram que a redução no número de linhas, nos últimos 12 meses, foi mais acentuada para as concessionárias que registraram menos 1.144.657 linhas. Uma redução de 4,58%, enquanto as empresas autorizadas tiveram queda de 0,22%, com menos 37.197. Nos últimos 12 meses, no grupo das empresas autorizadas, a maior queda foi no Rio de Janeiro, com menos 76.681 linhas fixas, e o maior crescimento em Minas Gerais, com 51.242 novas linhas fixas. Já entre as concessionárias em todos os estados houve cancelamento de linhas em relação ao ano passado. Os estados que tiveram as maiores quedas foram São Paulo, que perdeu 324.037 linhas, e Rio de Janeiro, com menos 226.867 linhas de telefonia fixa.

Foto: reprodução

Um grande evento merece uma grande cerveja é com esse slogan que a produção do Brumado Sunset tem o prazer de comunicar que a Devassa Puro Malte foi escolhida para ser a cerveja desta grande festa que irá acontecer no dia 23 de dezembro no Parque de Exposições Gilson Brito. A atmosfera da alegria já começa a tomar conta de Brumado, com muita gente bonita e alto astral, o que já projeta que o evento será sensacional, ainda mais agora que será regado à esta grande cerveja que é a Devassa Puro Malte. Então o encontro já está marcado, você, o Brumado Sunset e a Devassa Puro Malte, uma celebração ao sucesso.

Páginas