Foto: reprodução

Os médicos formados em instituições de educação superior brasileiras ou com diploma revalidado no país poderão se inscrever na nova etapa do programa Mais Médicos até às 18h desta terça-feira (5), por meio do Sistema de Gerenciamento de Programas (SGP) no site do Mais Médicos. O novo edital para o programa foi reaberto nesta segunda-feira (4) pelo Ministério da Saúde em razão de um erro na divulgação do prazo limite para a adesão dos profissionais que era 30 de novembro, mas constava como 1º de dezembro na divulgação do site do programa Mais Médicos. O profissional interessado em participar, inclusive aqueles cuja inscrição não foi finalizada no período inicial, poderão acessar o SGP e submeter-se à chamada pública, observando as regras estabelecidas no edital. Caso o profissional já esteja com a  inscrição validada poderá escolher até quatro cidades de preferência e concorrer às vagas, de acordo com critérios de classificação e demais normas do edital. A publicação do número de vagas e municípios está prevista para 8 de dezembro, junto à relação de profissionais com inscrição validada nesta primeira fase. Estes poderão indicar municípios de interesse entre os dias 11 e 12 de dezembro. Após o resultado da alocação, os médicos deverão confirmar o interesse nas vagas. A partir da segunda semana de janeiro de 2018 está prevista a apresentação dos profissionais nos municípios para homologação e início das atividades. Do total de médicos participantes do programa atualmente, 47,1% são profissionais da cooperação com a Organização Pan-America de Saúde (Opas), 45,6% brasileiros formados no Brasil ou no exterior e 4,16% são intercambistas estrangeiros. Cerca de 63 milhões de brasileiros recebem atendimento pelos profissionais do Mais Médicos.

Foto: reprodução

O mês de outubro registrou queda de mais de 107 mil linhas de telefonia fixa no país em comparação com o mês de setembro. Os dados foram divulgados hoje (4) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). No total, foram registradas menos 107.502 linhas, na comparação com o mês anterior. Com a redução, passa para 40.998.519 o número de  linhas de telefonia fixa em operação no país, sendo 17.165.290 para as autorizadas e 23.833.229 para as concessionárias. Os números da Anatel, mostram que a redução no número de linhas, nos últimos 12 meses, foi mais acentuada para as concessionárias que registraram menos 1.144.657 linhas. Uma redução de 4,58%, enquanto as empresas autorizadas tiveram queda de 0,22%, com menos 37.197. Nos últimos 12 meses, no grupo das empresas autorizadas, a maior queda foi no Rio de Janeiro, com menos 76.681 linhas fixas, e o maior crescimento em Minas Gerais, com 51.242 novas linhas fixas. Já entre as concessionárias em todos os estados houve cancelamento de linhas em relação ao ano passado. Os estados que tiveram as maiores quedas foram São Paulo, que perdeu 324.037 linhas, e Rio de Janeiro, com menos 226.867 linhas de telefonia fixa.

Foto: reprodução

Um grande evento merece uma grande cerveja é com esse slogan que a produção do Brumado Sunset tem o prazer de comunicar que a Devassa Puro Malte foi escolhida para ser a cerveja desta grande festa que irá acontecer no dia 23 de dezembro no Parque de Exposições Gilson Brito. A atmosfera da alegria já começa a tomar conta de Brumado, com muita gente bonita e alto astral, o que já projeta que o evento será sensacional, ainda mais agora que será regado à esta grande cerveja que é a Devassa Puro Malte. Então o encontro já está marcado, você, o Brumado Sunset e a Devassa Puro Malte, uma celebração ao sucesso.

Foto: reprodução

As vendas para o Natal deste ano devem aumentar 4,8% na comparação com o mesmo período de 2016. Isso significa que a movimentação financeira deve chegar a R$ 34,7 bilhões em todo o país de acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Apesar de ser um período positivo para o varejo, quem quiser faturar precisa usar as melhores técnicas de venda e jogo de cintura para atrair a clientela.  Justamente pelo período proporcionar aumento nas vendas, a primeira atenção que o empreendedor deve ter é com o planejamento. Segundo Fabrício Barreto, técnico do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-Bahia), é preciso considerar a formação do estoque e das estratégias que irão ser construídas para conquistar os clientes. “Se trabalha no varejo, quantos colaboradores precisará contratar? Quer alcançar quais resultados? Divida entre a equipe a meta que cada um deve ter”, recomenda o especialista.

Hora da venda;

Existem algumas variáveis que giram em torno da possibilidade de uma venda acontecer. Para Mário Rodrigues, diretor do Instituto Brasileiro de Vendas (IBVendas), a primeira é a necessidade ativa ou problema. “É aquela coisa que move a pessoa a levantar da cadeira e ir a uma loja; é uma necessidade que foi ativada”, explica. Ela dialoga diretamente com outro fator, a solução ideal. Nesse caso, se o cliente tem um problema, ele também idealiza uma forma de resolver e cabe ao produto, serviço ou marca apresentar esse resultado – isso inclui desde uma boa campanha até o atendimento. Outro fator que precisa ser considerado é a  abordagem ao cliente. Alexandre Lacava, especialista em liderança e vendas, explica que é muito comum o vendedor se deparar com pessoas diferentes. Isso significa que os desejos também serão distintos e o profissional deve entender que o seu gosto pessoal pode ir de encontro com o do cliente. “Às vezes, a jarra que eu curto pode ser ridícula pro meu cliente. Eu preciso ter essa percepção, entender o que é valor para ele e investir em baixo julgamento. Só assim é possível haver conexão”, orienta.  Jumara Santana é vendedora de roupa feminina há 18 anos. Quando era sacoleira, ia atrás das clientes. Hoje, após transformar o próprio quarto em uma loja, ela confessa que não é adepta da habilidade citada pelo Alexandre. “Eu converso como se conhecesse: ‘Olha que roupa linda, em São Paulo vende demais. E na minha mão é mais barato do que no shopping’”, conta. Por outro lado, se percebe que a venda não está dando certo, muda a tática: “Entendo que nem todo mundo segue a moda, então se não gostou dessa peça, vamos procurar outra juntas”. No final, ela diz que ninguém sai de mão abanando.

O maior pecado

Mário não tem dúvidas de que o maior pecado de um vendedor é apostar na clássica frase ‘posso ajudar?’. Não à toa, é provável que você já tenha respondido ‘não, apenas estou dando uma olhadinha’ mesmo quando havia interesse no produto ou serviço. Segundo ele, o erro está em atrapalhar o processo do cliente e demonstrar falta de empatia.  Para não correr esse risco, vale apostar no rapport – técnica que possibilita criar uma ligação de sintonia com outra pessoa. Mário indica que o primeiro contato seja visual. Depois disso, é preciso esperar um sinal, como um sorriso, para chegar ao cumprimento. É importante entender que essa saudação deve ser no ritmo e no tom da relação. Se o cliente está formal, seja; se for risonho, espelhe o comportamento. Só após essas etapas é possível sugerir o que consumir. Mas, atenção: sem enganação.

Cinco passos para fazer uma venda acontecer

1. Solução ideal:  Se o cliente tem uma necessidade ativa ou um problema, ele vai querer resolver. Faça com que o seu produto seja a solução ideal.

2. Prepare o terreno: Invista em uma campanha de marketing, aposte em uma nova vitrine e ofereça um bom atendimento. Tenha tudo preparado para receber os clientes.

3. Credibilidade: A experiência que o cliente terá durante a venda será determinante para a credibilidade do negócio. Se ele ficar satisfeito, voltará.

4. À frente do processo: No momento em que o cliente entra na loja já é preciso ficar atento a alguns fatores: o que ele olhou primeiro? Como pegou no produto? Como entrou na loja? Só assim é possível identificar o perfil dele.

5. Não seja invasivo: A clássica frase ‘posso ajudar?’ não ajuda em nada. Para gerar empatia, aposte primeiro no contato visual e espere o cliente dar um sinal - como um sorriso. Retribua e só então siga para o cumprimento. Ao fim você poderá conduzir a conversa e fazer sugestões.

Autor: Correo 24 horas

Foto: reprodução

Nenhum apostador acertou os seis números do concurso 1.993 da Mega-Sena ocorrido ontem (2), em Cardoso Moreira (RJ), segundo a Caixa Econômica Federal. Os números sorteados foram 06 - 17 - 33 - 48 - 50 - 57. A estimativa de prêmio do próximo concurso, que ocorre na próxima quarta (6), é de R$ 6, 7 milhões. Na Quina, acertaram 39 apostadores, que receberão R$ 42.108,85 cada. Já a Quadra, teve 3063 ganhadores, que receberão R$ 765,93 cada. A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h (horário de Brasília), do dia do concurso, nas mais de 13 mil casas lotéricas do país. O valor arrecadado com o concurso da Mega-Sena não é totalmente revertido em prêmio para o ganhador. Parte do montante é repassada ao governo federal para investimentos nas áreas de saúde, educação, segurança, cultura e esporte. Além disso, há despesas de custeio do concurso, Imposto de Renda e outros, que fazem com que o prêmio bruto corresponda a 46% da arrecadação. Dessa porcentagem, 35% são distribuídos entre os acertadores dos 6 números sorteados (sena); 19% entre os acertadores de 5 números (quina); 19% entre os acertadores de 4 números (quadra); 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos 6 números nos concursos de final 0 ou 5; 5% ficam acumulado para a primeira faixa - sena - do último concurso do ano de final 0 ou 5. Não havendo acertador em qualquer faixa, o valor acumula para o concurso seguinte, na respectiva faixa de premiação. Os prêmios prescrevem 90 dias após a data do sorteio. Depois desse prazo, os valores são repassados ao Tesouro Nacional para aplicação no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies).

Páginas