Odonto Fênix
foto: reprodução

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) poderá bloquear os celulares que não tenham certificação. A proposta apresentada pela área técnica da Anatel já foi aprovada em reunião administrativa da agência, mas deve passar pelo Conselho Diretor e ainda pode sofrer mudanças. Antes de bloquear os celulares, as operadoras deverão avisar os clientes que têm aparelhos não regularizados e, somente, após 75 dias poderão bloqueá-los. A previsão é de que as empresas comecem a mandar mensagens com avisos para os usuários a partir do dia 30 de julho, mas pode haver um adiamento no início da implantação do sistema. Segundo a Anatel, serão bloqueados os celulares que não tenham certificação da agência e Imei válidos. O Imei é uma sequência de números que identifica o celular internacionalmente e são listados no banco de dados da GSMA, organismo internacional que reúne as empresas de telefonia móvel. Ele equivale ao número do chassi dos carros. Os aparelhos sujeitos ao bloqueio são principalmente os vendidos irregularmente no mercado nacional. O projeto do bloqueio de celulares e sua forma de implantação vem sendo estudados pela Anatel em conjunto com as operadoras de telefonia móvel e a Associação Brasileira da Indústria Eletro e Eletrônica (Abinee).

foto: reprodução

Por determinação do Ministério da Saúde, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe) foi prorrogada até o dia 9 de junho de 2017 com o objetivo de que o país cumpra a meta de imunização estabelecida. Até o momento, o país atingiu somente 60,5% da cobertura. Durante esse período, o público alvo deve se dirigir aos postos de saúde do município, de posse da caderneta de vacinação, para ser vacinado. Fazem parte do público alvo: indivíduos com 60 anos ou mais; trabalhadores da saúde; povos indígenas; crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias); gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional; e professores das escolas públicas e privadas. A vacinação contra a Influenza contribuirá sobremaneira para a redução das complicações, das internações e, consequentemente, da mortalidade decorrente das infecções pelo vírus da gripe nos grupos alvos definidos. O Ministério da Saúde espera vacinar 90% de todos os públicos prioritários

 

foto: reprodução

Os candidatos que tiveram negados os pedidos de isenção da taxa de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 terão 30 dias para comprovar que foram prejudicados e que se encaixam nas categorias com o benefício. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) comunicou, nesta quinta-feira (25), que essas pessoas devem encaminhar os comprovantes de situação socioeconômica e de escolaridade para análise até o dia 25 de junho. O instituto informou que resolveu abrir a possibilidade de envio dos documentos após receber queixas de pessoas que se encaixariam nas categorias com direito à isenção da taxa. Três categorias têm acesso ao benefício: estudantes matriculados na rede pública de ensino e que atualmente estão cursando o terceiro ano do ensino médio; pessoas de famílias com renda per capita de até um e meio salário-mínimo, e que tenham cursado o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral em escola da rede privada; e pessoas inscritas no CadÚnico, beneficiadas por programas sociais como o Bolsa Família, em famílias com renda per capita de até 1,5 salário mínimo ou com renda familiar mensal de até 3 salários-mínimos. A taxa de inscrição é de R$ 82.

foto: reprodução

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) prorrogou até as 12h de amanhã (26) as inscrições para o processo seletivo do Censo Agropecuário 2017. São oferecidas 24.984 vagas temporárias para três funções, sendo duas de nível médio e uma de nível fundamental. As inscrições podem ser feitas apenas pela internet, no site de projetos da Fundação Getulio Vargas. Ao se inscrever, o candidato deve optar por uma função e indicar o município onde deseja concorrer. A seleção será feita por meio de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. A jornada de trabalho dos agentes censitários municipais e dos agentes censitários supervisores é de 40 horas semanais. Além das remunerações mensais específicas, ambas as funções terão direito a auxílio-alimentação, férias e 13º salário proporcionais. Já os recenseadores têm jornadas flexíveis e serão remunerados por produção, segundo a região em que estiverem atuando e o número de estabelecimentos agropecuários recenseados. Dependendo da região de atuação e da produtividade, a remuneração média pode chegar a R$ 2.600. As operações do 10º Censo Agropecuário começam no dia 1º de outubro. Ao longo de cinco meses, os recenseadores vão visitar mais de 5 milhões de estabelecimentos em todo o país, levantando informações sobre área, produção, pessoal ocupado, uso de agrotóxicos e agricultura familiar. Os resultados do censo devem começar a ser divulgados pelo IBGE em 2018.

Páginas