Foto: Nonato Lobo

Uma decisão autoritária da Prefeitura de Rio de Contas, as vésperas do carnaval, pegou de surpresa os moradores da cidade e turistas e pode por em cheque a qualidade do carnaval neste ano de 2018. Na noite desta terça-feira (30), a prefeitura convocou uma reunião pedindo o comparecimento de moradores e comerciantes, onde  comunicou a mudança no circuito de passagem de carros. Até 2017, os carros passavam aos fundos da Igreja de Pedra e da Igreja Matriz, descendo o Largo do Rosário em direção a Praça do Landin e seguindo até a Rua Sete de Setembro. Agora o novo circuito é pela estrada que da acesso a Barragem Luiz Viera, trecho considerado de difícil acesso e perigoso para trafegar principalmente a noite, já que não há iluminação e nem terá segurança policial. Outro questionamento da população é quanto estacionar os carros em alguns lugares do circuito. Donos de hotéis  serão os mais prejudicados, já que segundo o informe, será terminantemente proibido estacionar carros, dentro do circuito, mesmo que para descarregar algo. A decisão desagradou a todos que se sentiram apunhalados pelas costas já que faltando menos de 15 dias para a realização do evento, o comunicado foi feito, e para piorar a situação, a população não pode opinar na decisão. A informação é de que todo e qualquer carro deverá ser colocado em estacionamento, ou seja mais dinheiro será gasto pelo folião, e quem ganhará com isso é a Prefeitura da cidade. Após o anuncio turistas já pensam duas vezes em ir para a cidade. Populares que alugaram casas para este período, estão com medo já que foliões podem não comparecer para cumprir com o contrato de locação formalizado para o período de carnavalesco. O atual panorama é nebuloso  quanto a qualidade do carnaval em Rio de Contas em 2018, principalmente porque uma certeza já se tem, que é a revolta da população, turistas e comerciantes.

Por Nonato Lobo, direto de Rio de Contas

Foto: Cleide Neves

Um menino de 10 anos, natural de Guanambi, no sudoeste da Bahia, que foi diagnosticado com rins policísticos e fibrose hepática quando tinha oito meses de nascido, vai realizar no dia 1º de dezembro, em Salvador, uma exposição com quadros que ele pinta. O objetivo da mostra, que acontece no Hotel São Salvador, no bairro do Stiep, às 18h, é arrecadar fundos para cobrir os gastos da cirurgia de transplante de rins que ele terá que fazer. Segundo Cleide Vieira Neves, mãe de Daniel Neves, serão cerca de 60 quadros, todos desenhados e pintados pelo menino. De acordo com o G1, os preços variam entre R$ 55 e R$ 100. Cleide conta que era comerciante, mas largou o trabalho para cuidar do filho. “Com oito meses, ele foi diagnosticado com rins policísticos e fibrose hepática. A gente ficou fazendo acompanhamento no Roberto Santos e no Hospital das Clínicas, investigando, e aí passaram oito anos quando, em 2015, os rins pararam e ele teve que fazer hemodiálise”, conta. Ela disse que, em março de 2016, após o início das hemodiálises, eles se mudaram para Salvador e que, desde então, Daniel está sem ir para escola. “Em 2016 eu ainda cheguei a matricular ele, mas ele ficava fraco demais, não aguentava”.

Autor: Achei Sudoeste

Na manhã desta sexta-feira (24), o governador Rui Costa faz uma visita guiada com a imprensa à policlínica regional de saúde do Alto Sertão 4m Guanambi. A unidade será inaugurada às 16h. O secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas Boas falou sobre o equipamento. "Essa policlínica vai abranger 22 municípios e cerca de 500 mil pessoas serão atendidas aqui em todas as especialidades médicas e complementares. Entre as especialidades estão cardiologia, neurologia, gastroenterologia, dermatologia, nefrologia, urologia, ginecologia", enumerou. Os municípios que compõem o consórcio de saúde e serão atendidos pela policlínica são: Caculé, Caetité, Candiba, Carinhanha, Feira da Mata, Guanambi, Ibiassucê, Igaporã, Iuiu, Jacaraci, Lagoa Real, Licínio de Almeida, Malhada, Matina, Mortugaba, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Riacho de Santana, Rio do Antônio, Sebastião Laranjeiras, Tanque Novo e Urandi.

Foto: reprodução

A chuva forte que atingiu Caetité, no sudoeste da Bahia, causou estragos e transtornos na segunda-feira (13). O temporal provocou queda de árvores e ruas ficaram alagadas. A água também invadiu casas e deixou muitas pessoas ilhadas. A enxurrada chegou a arrastar os carros que estavam na rua. Apesar do estrago, não há registro de feridos e desabrigados. (A tarde)

Foto: Reprodução / Rádio 88 FM

Por Nonato Lobo com informação da 88 FM,

Uma reportagem da Radio 88 FM, mostra o crime ambiental que vem acontecendo no Rio Brumado. Segundo a matéria, as cidades de Rio de Contas, Livramento de Nossa Senhora e Dom Basílio depositam dejetos no rio, que já chega na segunda cidade praticamente morto. Na reportagem, o culpado pela morte do rio, seria primeiramente o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas, com o projeto de irrigação que usa abusivamente da água, não respeitando a vazão ecológica obrigatória. O convidado da reportagem foi o advogado e jornalista Raimundo Marinho, detentor do site Mandacaru da Serra, que acompanhou o processo de esgotamento sanitário da cidade de Rio de Contas. Segundo ele, antes disso os dejetos iam para fossas e somente uma pequena parte ia pro rio, a partir de 2009, a dor de cabeça começou, já que a expectativa era de que nada fosse para o rio, mas o sistema não foi totalmente concluído e o rio ainda continuou a receber os dejetos. Naquela época, a situação piorou já que a Embasa solta em um trecho após a Cachoeira do Fraga, e quem recebe todos os dejetos de Rio de Contas é a Cachoeira Véu da Noiva em Livramento. Segundo Marinho, a estação de tratamento, não está funcionando e o esgoto está sendo liberado para o rio Brumado, antes de passar por tratamento, assim a Cachoeira do Fraga estaria também sendo contaminada. O assunto volta a se popularizar porque doenças por conta da água contaminada começam a surgir em Livramento. Clique aqui e assista o vídeo.

Páginas