• Brumado: Polícia Civil prende homem que falsificava dinheiro
  • Brumado: Empresário envolvido na morte de motorista é preso no Paraná
  • Brumado: Polícia Civil elucida homicídio de motorista
  • Prefeitura não respeita feriado e haverá expediente normal para os servidores
  • Brumado completa hoje 140 anos de emancipação política, más tem pouco a que comemorar
  • Leo Vasconcelos vai responder criminalmente por falsificação de documentos
  • São Pedro dos Olhos D'água pode não ocorrer em 2017
  • Polícia Civil prende em Salvador acusados de matar pai e filho em Brumado
  • Luto em Brumado: Morre o locutor de rádio "Maluco do Veneno"
  • Brumado: Edinéia Ataíde deixa a secretária de educação
Foto: reprodução

 

Cerca de R$ 1,2 bilhão, referente ao pagamento do Abono Salarial Ano-base 2015, ainda não foi sacado pelos mais de 1,8 milhões de brasileiros que tem direito a este benefício. Este número representa 7,58% das mais de 24,2 milhões de pessoas que têm direito ao saque. O prazo termina no dia 30 de junho. O balanço foi divulgado pelo Ministério do Trabalho. Os pagamentos do Abono Salarial Ano-Base 2015 variam de R$ 78 a R$ 937. No total, já foram liberados R$ 15,7 bilhões. O recurso não acumula de um ano para o outro e se o indivíduo perder o prazo ficará sem receber. “E esse é mais um recurso que ajuda a impulsionar a economia do país, beneficiando principalmente os trabalhadores mais humildes”, afirma o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. Para saber se tem direito, o trabalhador pode consultar o site do Ministério do Trabalho e acessar a opção ‘Abono Salarial’, em seguida em ‘Consulta Abono Salarial’. Deve ser informado, nesta consulta, o número de CPF ou do PIS e a data de nascimento. O Abono Salarial 2015 está sendo pago a quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano-base e teve remuneração média de até dois salários mínimos. Para retirar o dinheiro, o trabalhador deve estar inscrito no PIS/PASEP há pelo menos cinco anos e a empresa deve ter informado seus dados corretamente na Relação Anual de Informação Social (RAIS). O benefício está disponível na Caixa e no Banco do Brasil. A Caixa paga os trabalhadores da iniciativa privada, vinculados ao PIS. Quem tem o Cartão do Cidadão e registrou senha pode retirar o benefício em caixas eletrônicos e casas lotéricas. Quem ainda não tem o cartão deve ir em uma agência da Caixa. O Banco do Brasil paga os servidores públicos, vinculados ao PASEP. Se o trabalhador atende aos critérios, mas seu nome não consta entre os que podem fazer o saque, ele deve verificar se o crédito foi feito diretamente na conta. Se ainda tiver dúvidas, poderá ligar para o número 158, ou se dirigir aos Postos da Superintendência Regional do Trabalho, além das agências da Caixa e do Banco do Brasil. As informações são do Correio 24 horas.

Foto: reprodução

Por Correio 24 horas,

A Caixa Econômica Federal anunciou a antecipação do calendário de pagamento dos recursos do FGTS inativo. Com a medida, os trabalhadores nascidos nos meses de setembro, outubro de novembro poderão sacar seus recursos a partir desse sábado (10). Pelo calendário anterior, esses trabalhadores só teriam acesso aos recursos a partir do dia 16. A estimativa da Caixa é de que 7,5 milhões cotistas sejam beneficiados nesse lote. Ao todo, deverão ser retirados do FGTS R$ 10,9 bilhões nessa nova fase. Ainda de acordo com o banco, mas de 2 mil agências vão funcionar no próximo sábado em todo o país, entre 9h e 15h para atender à demanda gerada pela antecipação do calendário. Nos dias, 12, 13 e 14 de junho (segunda a quarta), as agências também vão abrir duas horas mais cedo para atender, neste horário extra, os trabalhadores que vão sacar ou tirar dúvidas sobre o FGTS inativo. O cronograma de pagamento começou no dia 10 de março. Até agora, segunda a Caixa, já foram contemplados trabalhadores que nasceram entre janeiro e agosto. Tem direito de sacar os recursos das contas inativas os trabalhadores que pediram demissão ou foram demitidos por justa causa até 31 de dezembro de 2015.

Foto: reprodução

O prefeito ACM Neto (DEM) ainda não confirmou sua candidatura ao governo do Estado, mas lidera pesquisa de intenção de voto para o posto, com 54,5%, segundo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, solicitado pela Record Bahia. O governador Rui Costa (PT) obteve 24,1% dos votos; seguido do senador Otto Alencar (PSD), que teve 4,7% e Fábio Nogueira (Psol), com 2,9%. Neste cenário, 4,3% disseram não saber em quem votar e 9,5% não escolheriam nenhum dos candidatos. No segundo cenário, sem Otto, ACM Neto cresce ligeiramente, passando a 56,4% das intenções de voto, assim como Rui Costa, que obteve 25,8%. Fábio Nogueira reduz a margem e passa a 3,1%. O índice dos que não souberam praticamente se mantém (4,5%), enquanto se eleva um pouco os que não escolheriam nenhum dos candidatos: 10,2%. Um terceiro cenário, sem Rui, mas com Otto, dá vantagem a Neto, que foi escolhido por 65,3% dos entrevistados. O senador teria 10,6% dos votos, enquanto Fábio Nogueira mantém os 4,5%. Aumenta, neste caso, a quantidade dos que não saberiam em quem votar (5,1%) e mais ainda os que não escolheriam nenhum dos candidatos (14,4%). Rui lidera no quarto cenário, sem Neto: tem 47,2% das intenções de votos. Otto obtém seu melhor resultado (13,8%), assim como Fábio Nogueira (5,7%). Neste cenário, porém, 7,5% dizem não saber em quem votar, enquanto 25,8% afirmaram que não votariam em nenhum dos postulantes. Considerando eventual segundo turno entre o prefeito ACM Neto e o governador Rui Costa, o primeiro receberia 58,4%; o segundo, 28,8%; 3,9% não saberiam em quem votar; e 8,9% rejeitam os dois candidatos. Foram entrevistadas 1.510 pessoas em 70 municípios baianos, entre os dias 31 de maio e 4 de junho. A margem de erro da pesquisa é de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos. 

Quartzolar Argamassa e Rejuntes!
Foto: Se liga Brumado

As informações são do 97news,

A aparente calmaria na página policial em Brumado, no que se refere à modalidade assaltos, foi quebrada no início da noite desta terça-feira (06), onde uma residência localizada na Rua Ceará, no Bairro Jardim Brasil, acabou sendo invadida por uma quadrilha de assaltantes, que mostraram um grau de profissionalismo, o que leva a crer, que os seus membros não seriam de Brumado. Tudo se iniciou por volta das 19h20m, onde os criminosos entraram na residência, que, inclusive fica próximo da delegacia, e fizeram os moradores de reféns, os quais foram amarrados. Durante a ação delituosa, os bandidos teriam levado joias, dinheiro e objetos de valor e a chave de uma pick-up Hilux, que acabou não sendo levada. Conhecedores de toda a rotina da família, eles se mostraram muito habilidosos, tendo até vigilância na frente da casa, que foi feita por outros membros da quadrilha. Ainda segundo informações, outras residências próximas seriam invadidas, mas, como a ação durou cerca de 60 minutos, os elementos só se restringiram ao referido ato. Na hora de evadir, eles ameaçaram a família que se a Polícia fosse acionada, eles voltariam e iriam sequestrar um dos filhos do casal. Foram 60 minutos de terror vivenciados pela família que é muito conhecida na cidade. A Polícia Civil já iniciou as investigações que buscam a prisão da quadrilha que deve ter criminosos locais como, no mínimo, colaboradores, já que eles sabiam de detalhes rotineiros da família que foi vítima da ação. Recentemente uma quadrilha praticou um roubo com o mesmo "modus operandi" numa residência próxima, onde foram levados cerca de R$ 100 mil, mas ainda não se sabe se existe ligações entre os dois delitos. 
 

Foto: reprodução

O leilão acontecerá no dia 14 de junho, a partir das 10h no Fórum em Brumado. A Justiça Estadual em conjunto com o leiloeiro Eder Batista Regis vão leiloar veículos e casa com 360m². Para maiores informações, entre em contato através do telefone; 0800-707-9272 ou acesse o site  www.leiloesjudiciais.com.br/ba.

 

 

Padaria União Santos

Chegou o mês mais esperado do ano, o mês junino, e para comemorar, a Padaria União Santos disponibiliza o melhor cardápio, tudo feito com muito carinho, higiene e qualidade por quem realmente entende do assunto.  A Padaria aceita encomendas de tortas, bolos, pães, salgados diversos e muito mais. Basta ligar para o telefone: 77 3441-3642 ou se dirigir até o estabelecimento que fica localizado na Av. Otávio Mangabeira, no bairro Nobre, próxima à escola Nossa Senhora de Fátima, em Brumado. 

Foto: reprodução

Por Agência Brasil,

O preço dos alimentos frescos – frutas, legumes, verduras, pescado e diversos – tiveram queda de 7,91% no mês de maio, de acordo com o Índice de Preços da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo). No acumulado do ano, o indicador teve queda de 8,47% e, nos últimos 12 meses, a retração foi de 15,35%. Segundo a companhia, a retração no mês pode ser atribuída ao aumento da oferta pelas condições climáticas favoráveis e demanda retraída. “O lado positivo é o controle da inflação em níveis satisfatórios no curto e médio prazo. No longo prazo, porém, a diminuição contínua da rentabilidade do produtor poderá inibir futuros investimentos e comprometer safras futuras”, diz a Ceagesp. Caso as condições atuais permaneçam, não há perspectiva de elevação dos preços na maioria dos setores. “Somente a incidência de intempéries acentuadas poderão inverter o atual cenário.” O indicador mostrou que o volume comercializado no entreposto voltou a crescer, ao passar de 256.376 em maio do ano passado para 289.641 em maio de 2017, o que representa um aumento de 12,98%. No acumulado de janeiro a maio, houve crescimento de 2,9%, com o volume passando de 1.339.442 toneladas negociadas em 2016 para 1.378.280 toneladas no mesmo período de 2017. De acordo com os dados, o setor de frutas recuou 8,33% em maio. As principais quedas foram do mamão formosa (-25,8%), mamão papaya (-23,6%), uva rubi (-23,5%), maracujá doce (-21,7%) e atemoia (-18,6%). As principais altas foram do maracujá azedo (14,8%), figo (11,6%) e ameixa estrangeira (7,5%). O setor de legumes registrou queda de 11,11%. As principais baixas ocorreram na ervilha torta (-46,6%), tomate (-23,3%), pimentão verde (-20,3%), abobrinha italiana (-18,9%) e beterraba (-17,2%). As principais altas foram do pepino japonês (13,3%), pepino caipira (10,9%) e jiló (7,7%). O setor de verduras teve queda de 9,06%. As principais baixas foram da acelga (-20%), escarola (-18,3%), agrião (-18,2%), nabo (-18,1%) e repolho (-16,1%). As principais altas foram da couve-flor (7,95), do salsão (6,3%) e do coentro (3,1%). O setor de diversos subiu 3,85%. Os principais aumentos foram da batata lisa (28,6%),da batata comum (19,1%), do alho (9,9%) e do amendoim (3,8%). As principais quedas foram dos ovos vermelhos (-7,2%) e ovos brancos (-5,1%). O setor de pescados registrou queda de 6,67%. As principais baixas foram do cascote (-35,9%), anchovas (-29,4%), corvina (-27,5%), betarraba (-24,1%), namorado (-12,8%) e pescada (-11,9%). Não houve altas significativas no setor.

De acordo com a Portaria nº 414, de 01 de junho de 2017, Amarildo Bomfim Oliveira foi nomeado para o cargo de Chefe de Gabinete da Prefeitura Municipal. A portaria foi publicada no Diário Oficial do Município nesta segunda-feira (5). Na mesma edição do Diário Oficial também foi publicada a Portaria nº 413, de 01 de junho de 2017, que dispõe sobre a exoneração do servidor do cargo de Diretor do Departamento de Planejamento, na Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico. Amarildo responderá agora pela chefia de gabinete do prefeito Eduardo Lima Vasconcelos.
A presença dos equipamentos contra incêndio é de suma importância, principalmente em ambientes onde convivem um grande número de pessoas. A nova gestão do legislativo brumadense, dentro do projeto de modernização e atendimento aos ditames da lei iniciou a instalação de extintores de incêndio em todas as dependências, visando oferecer maior segurança a todos os seus servidores e também aos utilizam as suas dependências. Foram instalados 23 extintores, distribuídos entre o plenário, o memorial, nos corredores onde se localizam os gabinetes, secretária e cantina.
Foto: reprodução

Quatro cidades da Bahia aparecem entre as 10 mais violentas do Brasil, segundo o Atlas da Violência 2017. Lauro de Freitas, Simões Filho, Teixeira de Freitas e Porto Seguro apresentam as maiores taxas de homicídios do estado, contabilizando as taxas de assassinatos e mortes violentas com causa indeterminada (MVCI), a cada 100 mil habitantes. Os dados foram produzidos pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e levam em consideração o período entre 2005 e 2015. No atlas, uma lista com os 30 municípios mais violentos do país considera apenas as mortes que aconteceram em 2015. 

Altamira (PA)

107,02

Lauro de Freitas (BA)

97,73

Nossa Senhora do Socorro (SE)

96,44

São José de Ribamar (MA)

96,45

Simões Filho (BA)

92,36

Maracanaú (CE)

89,47

Teixeira de Freitas (BA)

88,18

Piraquara (PR)

87,19

Porto Seguro (BA)

86,01

Cabo de Santo Agostinho (CE)

85,3

Em 2015, Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), teve 177 homicídios – número menor do que outras cidades –, mas na relação com a população, tem uma taxa de 92,5 de homicídios e 5,2 de MVCI. Já Simões Filho, também na RMS, teve 112 casos, com taxa de 84,1 assassinatos, mais 8,3 de MVCI, contabilizando o total de 92,3. Em sétimo lugar, aparece Teixeira de Freitas, no Sul do estado, teve 114 registros, com 72,2 de homicídios e 15,8% de MVCI, totalizando 88,1. Em nono lugar, Porto Seguro, também no Sul da Bahia, teve 123 homicídios, com taxa de 84,6 mortes intencionais e 1,4 de MVCI, totalizando 86 de taxa para cada 100 mil habitantes. Em primeiro lugar no país, aparece a cidade de Altamira, no Pará, com taxa de homicídios e MCVI de 107 casos. Os dados são do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, referentes ao intervalo de 2005 a 2015, e dos registros policiais publicadas no 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do FBSP. Para listar os 30 municípios potencialmente mais violentos e menos violentos do Brasil em 2015, o estudo considerou as mortes por agressão (homicídio) e as mortes violentas por causa indeterminada (MVCI). De acordo com o Atlas, apenas 2% dos municípios brasileiros (111) respondiam, em 2015, por metade dos casos de homicídio no país, e 10% dos municípios (557) concentraram 76,5% do total de mortes. Os estados que apresentaram crescimento superior a 100% nas taxas de homicídio são das regiões Norte e Nordeste.

 

Foto: reprodução

Começam hoje (6) as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) do segundo semestre de 2017. Até sexta-feira (9), os estudantes interessados podem consultar as bolsas oferecidas e se inscrever na página do ProUni na internet. O Ministério da Educação (MEC) ainda não confirmou os números desta nova edição, mas informou que não deverão ficar distantes dos registrados no mesmo período de 2016, quando foram oferecidas 125.442 bolsas, sendo 57.092 integrais e 68.350 parciais, distribuídas em 22.967 cursos de 901 instituições privadas. O ProUni é voltado para estudantes da rede pública ou bolsistas integrais de escolas particulares. Também estão incluídas as pessoas com deficiência e professores da educação básica em escolas públicas, que compõem o quadro de pessoal permanente da instituição. Só pode participar do processo seletivo o candidato brasileiro que não tenha diploma de curso superior e que tenha feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016. O estudante pode concorrer a uma bolsa integral se sua renda familiar bruta mensal per capitanão exceder a 1,5 salário mínimo. No caso da bolsa parcial, a renda familiar por pessoa não pode ser maior que três salários mínimos. O ProUni tem ações conjuntas de incentivo à permanência nas instituições, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que permite ao bolsista parcial financiar a parte da mensalidade não coberta. O processo seletivo será constituído de duas chamadas sucessivas, a primeira será feita em 12 de junho e a segunda em 26 de junho. O candidato selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de educação superior para a comprovação das informações prestadas e a eventual participação em processo seletivo próprio, quando for o caso, no período de 12 a 19 de junho, na primeira chamada, e de 26 a 30 de junho, na segunda chamada. Para participar da lista de espera, o estudante deverá manifestar seu interesse na página do programa, entre 7 e 10 de julho. A lista estará disponível no sistema, para consulta pelas instituições de educação superior, no dia 13 de julho. Nesse caso, o candidato deverá comparecer à instituição e entregar a documentação no período de 17 a 18 de julho.

Páginas